4/7/20
 
 
O “mundo está cada vez mais caótico”

O “mundo está cada vez mais caótico”

AFP Jornal i 25/09/2018 16:48

“Atualmente, a ordem mundial é cada vez mais caótica, as relações de poder são menos claras, os valores universais estão a ser erodidos”, afirmou Guterres

Na abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas, que se realizou hoje, esta terça-feira, o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, afirmou que o “mundo está cada vez mais caótico”. 

“Os princípios democráticos estão sob ameaça”, denunciou.

“Atualmente, a ordem mundial é cada vez mais caótica, as relações de poder são menos claras, os valores universais estão a ser erodidos”, pois “quanto mais o mundo está conectado, mais as sociedades estão fragmentadas”, disse Guterres.

Para o secretário-geral da ONU, tudo isto faz com que a sociedade se torne “multipolar”, não sendo garantida a “paz” ou uma “solução global para os problemas”, uma vez que “as alterações nos equilíbrios de poder” fazem com que “os riscos de confrontação” aumentem. “Devemos renovar os nossos compromissos para com uma ordem assente em regras, com as Nações Unidas no centro”, defende o secretário-geral português.

Guterres falou ainda de conflitos específicos, como os do Iémen e da Síria: “A nossa incapacidade para acabar com a guerra na Síria, no Iémen e noutros locais é um escândalo”. Acrescentando que “o povo ‘rohingya’ está exilado” e “os palestinianos e os israelitas permanecem num conflito sem fim, com uma solução de dois Estados que se afasta”

Para além disto, abordou a questão das alterações climáticas, afirmando que o mundo ultrapassa um “momento decisivo” no combate a este tipo de adversidade, defendendo que os líderes mundiais não estão a agir como necessário, de forma a combater “uma ameaça direta à existência”.

Finalmente, o secretário-geral da ONU deixou uma mensagem face ao desenvolvimento tecnológico, afirmando que trouxeram consigo “desafios históricos”, não deixando de apontar os “riscos graves” que estes trouxeram. “A perspetiva de máquinas com a capacidade e o poder de eliminar vida humana é moralmente repugnante”, disse Guterres.  

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×