28/09/2022
 
 
Uma plataforma mundial para a divulgação da Microbiologia com origem em Portugal

Uma plataforma mundial para a divulgação da Microbiologia com origem em Portugal

Isabel Sá-Correia 13/09/2022 11:20

O Instituto Superior Técnico junta-se, de novo, às comemorações oferecendo um programa de atividades a pensar também nos pequenos cientistas (menos de 10 anos) e uma formação em microbiologia para professores do ensino secundário.

Estamos em contagem decrescente para o Dia Internacional do Microrganismo, 17 de setembro, que se estabeleceu como uma plataforma mundial para divulgar a Microbiologia e evidenciar o papel que uma multidão invisível de seres vivos, muito diversos, desempenha no nosso dia a dia e num vasto leque de atividades profissionais. Curiosamente, esta plataforma mundial dedicada aos microrganismos nasceu em Portugal. Resultou de uma iniciativa lançada, em 2017, por um grupo de microbiólogos e associações nacionais relacionadas com as ciências da vida e divulgação de ciência. A esse ensaio, seguiu-se a sua internacionalização, primeiro na Europa (2018) e depois no resto do mundo (desde 2019), promovida pela Sociedade Portuguesa de Microbiologia (SPM) com o apoio de prestigiadas sociedades científicas internacionais, com destaque para a FEMS (Federação Europeia das Sociedades de Microbiologia). As celebrações do Dia Internacional do Microrganismo/Internacional Microorganism Day (DIM/IMD) pelo mundo têm decorrido de forma descentralizada, com a coesão e a identidade que lhes são atribuídas pelo logótipo, as mascotes e ilustrações várias, criadas e produzidas em Portugal. Tornaram-se a sua imagem de marca, a par do sítio na internet [S1]. Um número impossível de estimar com rigor de professores, investigadores, estudantes e outros profissionais da Microbiologia, organizaram laboratórios abertos, exposições em que numerosos visitantes de todas as idades puderam ver fazer ou fazer as suas próprias experiências e degustar produtos de origem microbiana, ações de formação de professores, vídeos, debates e palestras sobre tópicos de impacto social e temas quentes da microbiologia moderna. Durante a pandemia, as animadas e interativas atividades presenciais deixaram de ser possíveis. Foram substituídas por uma transmissão contínua através da internet, durante as 24 horas do dia, nas edições de 2020 e de 2021. As transmissões envolveram muitos e variados contributos a partir de diversos países e foram visualizadas por muitos milhares de espetadores espalhados pelo mundo, mostrando o alcance do IMD. As sessões continuam disponíveis no Youtube e o historial da comemoração pode também ser encontrado online [S1].

Todos os esforços realizados para aumentar a literacia da sociedade em microbiologia têm um valor inestimável. Incentivar e estimular a comunicação e a popularização do conhecimento científico sobre os micróbios permite a compreensão do modo como afetam a nossa saúde, qualidade de vida, ambiente e desenvolvimento económico sustentável, enquanto fábricas celulares eficientes e versáteis em Biotecnologia. A interiorização, por parte da comunidade associada à microbiologia, da necessidade de os microrganismos terem o seu dia internacional, um dia em que sobre eles possam recair as atenções em todo o mundo, conduziu ao desenvolvimento continuado e sustentável do IMD. A consciencialização da população em geral, e dos mais jovens em particular, para o papel que os microrganismos desempenham no nosso dia a dia pode facilitar tomadas de decisão, políticas e individuais, mais adequadas, com base em escolhas informadas. São exemplos mais próximos de todos: o adequada uso de antibióticos, vacinação, conservação e segurança de alimentos, desenvolvimento sustentável com base na exploração dos recursos microbiológicos na produção de biocombustíveis e outros bioprodutos valiosos, em terapêutica, na agricultura…. 

Em Portugal, as comemorações do IMD de 2022 terão início a 16 de setembro na Academia das Ciências de Lisboa (ACL) com um colóquio sobre “Microrganismos e Desenvolvimento Sustentável”. Foi organizado pela ACL em colaboração com a SPM, em antecipação do IMD e para sua promoção. O programa [S2] consiste em comunicações e debates, essencialmente em língua portuguesa sobre o IMD, associações e infraestruturas científicas de microbiologia, microbioma (conjunto de microrganismos) marinho e sustentabilidade e bioeconomia do mar, biotecnologia microbiana como pilar de uma bioeconomia sustentável, microrganismos e saúde nesta nossa era. Esperam-se contactos, via Zoom, com colegas, em Portugal e pelo mundo, em locais onde será comemorado o IMD. No final do dia haverá o lançamento na ACL do livro digital “Comunicação de Ciência em Microbiologia”, uma iniciativa da SPM. 

O programa internacional das comemorações do IMD 2022 divulgadas em [S1], inclui programas a cumprir na Holanda, Portugal, Itália, Brasil, Bruxelas, Nigéria, Alemanha, Japão, Bangladesh, Reino Unido, Índia, Paraguai, Suécia, México. Em Portugal, diversas comemorações ocorrerão por todo o país [S1]. O Instituto Superior Técnico junta-se, de novo, às comemorações oferecendo um programa de atividades a pensar também nos pequenos cientistas (menos de 10 anos) e uma formação em microbiologia para professores do ensino secundário (competências laboratoriais e computacionais) [S3]. Num ano em que atividades presenciais já são possíveis, juntemo-nos a todos os que, pelo mundo, celebrarão o Dia Internacional do Microrganismo!

[S1] https://www.internationalmicroorganismday.org/
[S2] http://www.acad-ciencias.pt/noticias/detalhe/162
[S3]. diainternacionaldomicrorganismo.tecnico.ulisboa.pt/

Professora Catedrática Distinta Jubilada do Instituto Superior Técnico; Ex-Presidente da SPM (2009-2020) 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline