7/12/21
 
 
OE 2022. "O desejável é não haver crise [política] e que espero que não haja"

OE 2022. "O desejável é não haver crise [política] e que espero que não haja"

Jornal i 19/10/2021 16:56

O chefe de Estado recusou-se a abordar o tema do OE 2022, defendendo que “é inoportuno”, uma vez que já "disse o que tinha a dizer na altura certa".

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou, esta terça-feira, que espera que “não haja crise” política devido à proposta do Orçamento do Estado para 2022 (OE 2022).

Em declarações aos jornalistas, no Palácio de São Bento, em Lisboa, o chefe de Estado recusou-se a abordar o tema do OE 2022, defendendo que “é inoportuno”, uma vez que já “disse o que tinha a dizer na altura certa, antes de falar com os partidos” e “quando” se reuniu com os mesmos, sendo que agora resta “aguardar”.

Mas reiterou: “Disse sempre que o desejável é não haver crise e que espero que não haja crise. Esse é o cenário desejável e o cenário mais possível”.

Já no sábado, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que fez “o que tinha a fazer” para evitar uma crise política e que "a alternativa a uma passagem do Orçamento é obviamente umas eleições antecipadas".

A votação na generalidade do documento do OE 2022 está agendada para o dia 27 deste mês.

Ler Mais


×

Pesquise no i

×