25/05/2022
 
 
Bolachas contaminadas retiradas do mercado

Bolachas contaminadas retiradas do mercado

Dreamstime Jornal i 10/08/2021 12:50

Se comprou as bolachas em questão, ARAE pede que não as consuma. 

A Autoridade Regional das Atividades Económicas (ARAE) da Madeira emitiu, esta terça-feira, um alerta para o risco de consumo de umas bolachas da marca Crich, que contêm sementes de sésamo provenientes da Índia contaminadas com óxido de etileno.

Em causa estão as bolachas designadas Bio Crackers, Sésamo e Alecrim com Azeite Virgem Extra, lote 5920, com data de durabilidade mínima de 30/11/2021.

“A ARAE informa que rececionou no âmbito do sistema de Alerta Rápido para os Géneros Alimentícios e Alimentos para Animais, ‘Rapid Alert System for Food and Feed’ (RASFF), uma notificação, a qual dá conhecimento da retirada do mercado de um lote específico de bolachas (Crackers) com sementes de sésamo”, começa por referir uma nota da ARAE.

Segundo explica a autoridade, “em causa está a contaminação das sementes de sésamo com óxido de etileno, em níveis superiores ao Limite Máximo de Resíduos (LMR) (de 0,05 mg/kg aplicável ao óxido de etileno) previsto no Regulamento (CE) n.º 396/2005 do Parlamento Europeu e do Conselho de 23 de fevereiro”.

A ARAE avisa que esta contaminação “constitui um risco grave para a saúde humana, uma vez que o óxido de etileno está classificado como mutagénico da categoria 1B, cancerígeno da categoria 1B e tóxico para a reprodução da categoria 1B” e recorda que o óxido de etileno não está aprovado como substância ativa para utilização em produtos fitofarmacêuticos na União Europeia.

Embora já tenham sido retiradas do mercado, a ARAE pede às pessoas que tenham comprado bolachas do lote em questão para que não as consumam. 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


Especiais em Destaque

iOnline
×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline