16/9/21
 
 
GNR põe fim a duas festas ilegais com mais de 600 pessoas no Algarve

GNR põe fim a duas festas ilegais com mais de 600 pessoas no Algarve

Jornal i 30/07/2021 18:13

A primeira festa juntou cerca de 200 pessoas na quinta-feira. Já esta sexta-feira foi dispersada uma festa com 400 pessoas em Vilamoura, que acabou em violência.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) terminou duas festas ilegais, que juntaram mais de 600 pessoas, nos concelhos de Albufeira e Loulé, Algarve, entre quinta e sexta-feira.

Em comunicado, esta sexta-feira divulgado, a GNR explica que a primeira ação ocorreu na “sequência de uma denúncia para a Polícia Marítima, os quais solicitaram apoio ao Posto Territorial de Olhos de Água”. No local, os militares “verificaram um grande ajuntamento de pessoas em desrespeito pelas regras de ocupação e permanência num estabelecimento de restauração”

No interior do estabelecimento e nas suas imediações, “encontravam-se cerca de 200 pessoas que não cumpriam as regras de distanciamento físico e excediam a lotação permitida no espaço”.

O estabelecimento foi encerrado, tendo sido elaborado um auto de contraordenação ao proprietário.

Já a segunda ação ocorreu durante a madrugada desta sexta-feira, quando a GNR detetou uma festa com cerca de 400 pessoas, numa zona erma e isolada de Vilamoura.

“Foram ainda denunciadas diversas agressões, as quais obrigaram a uma intervenção imediata para repor a ordem e segurança no local, tendo sido empenhados diversos meios operacionais da valência territorial, de trânsito e de intervenção”, acrescenta a nota.

Três pessoas foram detidas e foram “elaborados os respetivos autos de contraordenação no âmbito da legislação COVID-19 e da legislação rodoviária”.

Os detidos foram constituídos arguidos, e os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Loulé.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×