10/4/20
 
 
Ana Gomes. "Isabel dos Santos controla a Global Media através de um testa de ferro"

Ana Gomes. "Isabel dos Santos controla a Global Media através de um testa de ferro"

Francisco Paulo Carvalho 17/12/2019 19:00

Antiga eurodeputada acusa empresária angolana de lavagem de dinheiro através de Portugal


A antiga eurodeputada Ana Gomes acusou ontem a empresária angolana Isabel dos Santos de “controlar a Global Media [empresa detentora de jornais como o Diário de Notícias e a TSF] através de um testa de ferro”. Ana Gomes começou ontem a ser julgada no Juízo Local Cível de Sintra na sequência de uma queixa cível apresentada pela empresária angolana. Na origem deste processo estão acusações feitas a Isabel dos Santos de estar a usar Portugal para “lavar” dinheiro.

“Põe toda a gente a limpar-se na Wikipédia. Controla tudo o que sai sobre ela na imprensa. Controla através de um testa de ferro, a Global Media”, afirmou Ana Gomes, de acordo com o Observador.

As polémicas declarações de Ana Gomes, que estão na origem deste processo, foram proferidas em seis tweets publicados na sua conta oficial do Twitter e nos quais acusava Isabel dos Santos de lavagem de dinheiro, o que a empresária considerou ter ofendido o seu bom nome.

A 14 de outubro, Ana Gomes reagia a uma entrevista da empresária à Lusa, dizendo: “Isabel dos Santos endivida-se muito porque, ao liquidar as dívidas, ‘lava’ que se farta! E (...) o Banco de Portugal não quer ver...”. Quando questionada pela juíza sobre qual “a sua ideia” com esses tweets, a antiga eurodeputada terá respondido que considerava ser sua “obrigação”, após ver “uma pessoa como a Isabel dos Santos a armar-se em coitadinha”. Ana Gomes terá ainda questionado porque é que a mulher mais rica de África precisa de fazer empréstimos, o que gerou gargalhadas entre os presentes na sala de audiência.

A socialista terá explicado à juíza que conhecia “os mecanismos de branqueamento”, estando assim em causa pessoas que “utilizam” Portugal “para lavar dinheiro, em roubo do povo angolano”. ”Não posso compactuar com esta criminalidade, nem com os intermediários que são participantes, coniventes”, conclui Ana Gomes, citada por aquele jornal.

Isabel dos Santos não tardou a reagir às acusações de Ana Gomes e numa declaração enviada à agência Lusa disse que a mesma "tem vindo, há vários anos, a fazer uma campanha politicamente motivada, negativa e falsa" contra si.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×