6/4/20
 
 
Salvaterra. Autópsia revela motivos da agressão a Filipe

Salvaterra. Autópsia revela motivos da agressão a Filipe

Jornal i 20/05/2015 10:42

Filipe não foi morto por motivações sexuais.

A morte de Filipe Diogo não está relacionada com motivos sexuais. Ao contrário do que tinha sido avançado em algumas notícias dos últimos dias, o adolescente de 14 anos de Salvaterra de Magos não foi mutilado na zona genital, avança a edição online do Sol. 

Segundo a mesma publicação, a autópsia revela que a causa da morte foi uma grave lesão traumática craniana provocada por uma barra de ferro.

A suspeita levantada de mutilação foi deduzida por certos sinais físicos que o corpo apresentava, mas que são naturais e decorrentes do próprio fenómeno pos mortem. A autópsia foi feita no Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses de Lisboa na passada sexta-feira, um dia depois de o cadáver ter sido encontrado numa arrecadação de um prédio em Salvaterra.

O motivo do crime ainda está por explicar. Depois de ter confessado à polícia ter morto o amigo de 14 anos, Daniel Neves, um jovem de 17 anos, remeteu-se ao silêncio quando foi interrogado pelo juiz. O suspeito está indiciado por homicídio e profanação de cadáver e está detido preventivamente no Estabelecimento Prisional de Leiria.
 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×