24/04/2024
 
 
Caparica Surf Fest com altas ondas

Caparica Surf Fest com altas ondas

João Sena 25/03/2024 19:07

A última etapa do Qualifying Series realiza-se esta semana na Costa da Caparica. Esperam-se altas ondas para encontrar os novos campeões europeus, os surfistas portugueses estão na luta.

 

A Costa da Caparica já se tornou ponto de passagem obrigatório do World Surf Ligue (WSL). Os vários quilómetros de ‘beachbreak’ e as excelentes condições para a prática da modalidade não deixam ninguém indiferente. A edição deste ano do Caparica Surf Fest volta a realizar-se na praia do Paraíso, e conta com os melhores 28 surfistas nacionais e várias dezenas de estrangeiros. Sendo o último evento do ano tem o aliciante extra de consagrar os campeões europeus masculino e feminino e atribuir as vagas para o nível superior que é Challenger Series (CS) 2024.

O Caparica Surf Fest pode acabar mesmo em festa para os surfistas portugueses. Yolanda Hopkins lidera o ranking feminino e está perto de reconquistar o título europeu, Teresa Bonvalot é quarta classificada e pode qualificar-se para o CS e Guilherme Ribeiro também pode garantir um lugar no CS se chegar ao sétimo lugar, neste momento ocupa a 11.ª posição, mas é possível atingir esse objetivo.

Vai ser uma competição difícil tendo em conta as condições atmosféricas. A organização já avisou os participantes “esperam-se condições desafiantes nos próximos dias. Vai ser difícil para nós e para os atletas, vamos esperar sempre pelas melhores marés. Na sexta e sábado esperamos ter as melhores condições para acabar o campeonato em grande”, disse Hugo Pinheiro, diretor de prova.

Mafalda Lopes espera repetir o triunfo de 2023. “Foram muitos anos a treinar na Costa, recomendo este sítio a 100% porque é muito versátil”, começou por dizer a surfista da Costa da Caparica, que adiantou “competir na Costa dá-me uma confiança extra, esse foi o grande segredo. Fiquei muito feliz de ter aqui a minha família e amigos, foi uma vitória incrível”, lembrou Mafalda Lopes. Guilherme Ribeiro também vai surfar em casa “preciso mesmo desta etapa para me qualificar. Cada ano que passa estou mais perto de concretizar o sonho de chegar ao CS. Sinto que é o meu ano, mesmo com condições difíceis quero tirar um bom resultado” afirmou o surfista da Costa de Caparica. Yolanda Hopkins nunca venceu na Caparica “é um dos QS europeus que ainda não consegui ganhar. Gosto muito do ambiente, é sempre muito acolhedor, por isso vou dar o melhor para vencer”, referiu a líder do ranking, que está perto de revalidar o título de campeã europeia. Yolanda atravessa um bom momento, já que conquistou recentemente uma vaga nos Jogos Olímpicos Paris 2024.

Este é um evento de sucesso como referiu Frederico Teixeira, responsável da WSL para Portugal, “o nosso país ocupa um lugar de destaque na região como motor para a promoção do surf. A Costa da Caparica é o sítio mais democrático da Europa para fazer surf devido às caraterísticas do mar, há ondas para todo o tipo de praticantes”, assegurou. Além da competição de surf, o Caparica Surf Fest compreende uma série de eventos paralelos, desde aulas de surf grátis, a um espaço dedicado ao skate, o Go Chill Impact Zone, com uma competição de skate e aulas para todos os visitantes.

 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline