19/04/2024
 
 
Cidadania. Tribunal de Menores de Famalicão decide destino de alunos

Cidadania. Tribunal de Menores de Famalicão decide destino de alunos

Jornal i 07/12/2022 10:52

O pai dos alunos, Artur Mesquita Guimarães, adiantou que já foi interposta uma queixa-crime, por difamação, contra o procurador do Ministério Público.

O Tribunal de Família e Menores de Vila Nova de Famalicão marcou para sexta-feira o julgamento do processo de proteção dos dois alunos que frequentam o Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco e foram proibidos pelos pais de frequentar a disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, desde o ano letivo 2018/2019.

O pai dos alunos, Artur Mesquita Guimarães, adiantou que já foi interposta uma queixa-crime, por difamação, contra o procurador do Ministério Público responsável pelo processo que pediu que os dois alunos sejam colocados à guarda da escola. Os pais alegam objeção de consciência, defendendo que a educação para a cidadania é uma competência deles.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline