02/10/2022
 
 
Cerca de 250 mil pessoas vacinas nas últimas duas semanas contra a gripe e a covid-19

Cerca de 250 mil pessoas vacinas nas últimas duas semanas contra a gripe e a covid-19

Bruno Gonçalves Jornal i 21/09/2022 15:49

Teve início a 7 de setembro uma nova campanha de vacinação com vacinas de 2º geração adaptadas à variante Ómicron da covid-19.

Já foram vacinadas desde o início de setembro contra a gripe e a covid-19 cerca de 250 mil pessoas, adiantou esta quarta-feira o ministro da Saúde, Manuel Pizarro, que apelou ainda à população para aderir à vacinação. 

"Estamos dentro daquilo que era a nossa expectativa nesta fase. O processo tem vindo a alargar-se de semana para semana", disse o ministro, adiantando que aderiram, até agora, "às duas vacinas cerca de 250 mil pessoas".

Recorde-se que teve início a 7 de setembro uma nova campanha de vacinação com vacinas de 2º geração adaptadas à variante Ómicron da covid-19, que pretende imunizar, até dezembro, cerca de 30 milhões de pessoas. 

Como já aconteceu anteriormente, o processo começou pelos maiores de 80 anos com comorbilidades e decorre de forma escalonada, por faixas etárias, avançado à medida que esgotem os agendamentos na faixa etária mais elevada. 

Atualmente, são elegíveis para serem vacinadas todas as pessoas com 60 ou mais anos, os residentes e profissionais dos lares de idosos e da rede nacional de cuidados continuados, as pessoas a partir dos 12 anos com doenças de risco, as grávidas com 18 ou mais anos e doenças definidas pela Direção-Geral da Saúde (DGS) e os profissionais de saúde e outros prestadores de cuidados.

Manuel Pizarro considera que "as pessoas estão menos alerta para estas infeções" mas que, "é mesmo antes de vir o inverno que nos devemos prevenir". As declarações foram feitas no final de uma reunião com o responsável do Núcleo Coordenador de Apoio ao Ministério da Saúde (NCAMS), Carlos Penha Gonçalves, na qual participou também a secretária de estado da Promoção da Saúde, Margarida Tavares, e a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas.

Relativamente à quantidade de vacinas, Manuel Pizarro garante que não há falta de stock e que há "vacinas para todos os doentes que estão agendados nas próximas semanas", ainda estando o país a receber mais, sendo que foram encomendadas cerca de 2,1 milhões de vacinas para a gripe e mais de três milhões para a covid-19.

Relativamente à questão da recomendação da DGS do regresso ao uso das máscaras em ambientes fechados, nomeadamente em transportes públicos e farmácias, o ministro sublinhou que, neste momento, o foco é a vacinação: "Lá chegaremos ao tempo de tomar outras medidas".

 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


Especiais em Destaque

iOnline
×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline