18/01/2022
 
 
Fim dos carros de combustão põe em risco 500 mil empregos

Fim dos carros de combustão põe em risco 500 mil empregos

Jornal i 06/12/2021 14:13

Dos 501 mil postos de trabalho em perigo, mais de dois terços desapareceriam nos cinco anos anteriores a 2035.

O plano da União Europeia de eliminar os carros a combustão até 2035 coloca em causa cerca de meio milhão de empregos, de acordo com fabricantes europeias, de acordo com o Financial Times.

Um estudo que envolveu quase uma centena de empresas da Associação Europeia de Fornecedores Automóveis (CLEPA) e que revelou que, dos 501 mil postos de trabalho em perigo, mais de dois terços desapareceriam nos cinco anos anteriores a 2035.
 
A Comissão Europeia apresentou, em julho, um pacote legislativo para garantir que atinge as metas climáticas, onde estão previstas propostas como o fim da venda de carros a gasolina e gasóleo ou a criação de um imposto sobre o carbono.

Entre as medidas que constam no pacote legislativo, o executivo comunitário propõe o fim da venda de automóveis que funcionem a gasolina e gasóleo a partir de 2035, ao estabelecer novos limites para as emissões de CO2 no setor.

Para garantir que, até 2050, o parque automóvel europeu deixe de produzir emissões de gases com efeito de estufa, a Comissão Europeia propõe também que os Estados-membros expandam a capacidade de carregamento de baterias, através da instalação de pontos de recarga a cada 60 quilómetros nas principais autoestradas dos Estados-membros para carros elétricos, e de 150 quilómetros para os carros a hidrogénio.

Ler Mais


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline