20/9/21
 
 
IRS. Revisão dos escalões “não representará mais carga fiscal”

IRS. Revisão dos escalões “não representará mais carga fiscal”

Jornal i 12/09/2021 15:43

Em causa está o anúncio de António Costa que falou num desdobramento nos escalões de IRS entre 10 e 20 mil euros e entre os 36 e 80 mil euros.

O ministro das Finanças garantiu que o Governo está a preparar, “com seriedade e responsabilidade”, a revisão dos escalões do IRS no Orçamento do Estado para 2022, deixando a “garantia de que não haverá aumento da carga fiscal”.

Em causa está o anúncio de António Costa que falou num desdobramento nos escalões de IRS entre 10 e 20 mil euros e entre os 36 e 80 mil euros. De acordo com o primeiro-ministro, a prioridade vai ser no sentido de serem introduzidas mudanças em dois escalões de rendimentos do IRS: o terceiro e o sexto.

De acordo com João Leão, apesar da crise e dos seus efeitos significativos, o Governo acredita que “a dívida deixe um legado muito pesado e importante de cerca de 35 a 40 mil milhões de euros face ao cenário em que não tivesse havido pandemia” e, como tal, o Executivo está a fazer “esse estudo para ver o que é que é possível”, acrescentando, no entanto, que “neste momento não existe nada em concreto”.

“Não só há  a garantia de que não haverá aumento da carga fiscal, pelo contrário, mas também a garantia de não austeridade e de apostar num orçamento que ajude a economia recuperar da crise e que terá uma componente importante do Plano nacional de Recuperação e Resiliência”, disse João Leão.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×