27/9/21
 
 
Mais de 200 personalidades defendem fim da transmissão de touradas na RTP

Mais de 200 personalidades defendem fim da transmissão de touradas na RTP

Dreamstime Jornal i 31/05/2021 12:31

Personalidades querem uma estação pública "livre da transmissão de espetáculos que se baseiam na violência contra animais" e que "normalizam" tais comportamentos. 

Mais de 200 personalidades de diferentes setores da sociedade portuguesa assinaram uma carta pelo fim da transmissão das touradas na RTP.

A carta, datada desta segunda-feira e dirigida ao ministro de Estado e das Finanças, João Leão, e ao Secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media, Nuno Artur Silva, cita uma versão preliminar do contrato de concessão da RTP, celebrado em 2015 e que está em discussão pública para uma primeira revisão, nomeadamente o facto de o documento defender o “bem-estar dos animais” e a “sustentabilidade ambiental”, para sustentar o pedido.

“Se tais pontos do contrato forem cumpridos - o que esperamos e pedimos que aconteça -, poderemos finalmente ter uma Televisão pública livre da transmissão de espetáculos que se baseiam na violência contra animais e normalizam tais comportamentos, como, por exemplo, sucede na tauromaquia”, lê-se na missiva assinada por 240 personalidades e partilhada pela ONG Animal.

Entre os signatários do documento estão atores, escritores, jornalistas, músicos, coreógrafos, cantores, radialistas, modelos, políticos, humoristas, fotógrafos, advogados, empresários e investigadores.  Alguns dos nomes que assinaram a missiva são, por exemplo, Ângelo Rodrigues, Eunice Muñoz, Rui Maria Pêgo, Catarina Martins, Inês Sousa Real,  António Victorino D’Almeida, Helena Isabel, Paulo de Carvalho, Nuno Markl, Bárbara Bandeira, José Luís Peixoto ou Dulce Maria Cardoso.

Note-se que na semana passada 125 personalidades tinham assinado uma carta, mas com o objetivo contrário. A carta aberta defendia a liberdade de programação da RTP e contava entre os seus signatários com o Presidente do PS, Carlos César, o histórico socialista Manuel Alegre e diversos nomes da cultura, desporto, media e mundo empresarial. 

De realçar que o contrato de concessão da RTP, celebrado em 2015 e com a duração de 16 anos, está em fase de consulta pública. O secretário de Estado Nuno Artur Silva já esclareceu que as corridas de toiros não são compatíveis com este contrato.

Ler Mais


×

Pesquise no i

×