8/3/21
 
 
ONU alerta para situação de refugiados sem abrigo durante inverno bósnio

ONU alerta para situação de refugiados sem abrigo durante inverno bósnio

Jornal i 29/12/2020 19:38

Segundo a ONU, várias centenas de migrantes e refugiados permanecem no local do campo de Lipa, destruído por um incêndio, entre escombros e lama, sem acesso a água potável ou a aquecimento, numa grande tenda, a única estrutura que permanece após o incêndio.

Perto de 3.000 refugiados sem abrigo foram deixados ao abandono no noroeste da Bósnia-Herzegovina e encontraram-se acampados, por exemplo, em zonas florestais, sem quaisquer condições para enfrentar as duras circunstâncias do inverno bósnio, denunciou hoje uma agência da ONU.

Segundo o relato da Organização Internacional para as Migrações (OIM), vários destes milhares de refugiados também estão abrigados em edifícios abandonados ou nas instalações que restam do centro de acolhimento temporário de Lipa, que ficou destruído na sequência de um incêndio ocorrido na semana passada.

O centro temporário de Lipa, localizado perto da cidade de Bihac (noroeste da Bósnia), era gerido pela OIM e foi encerrado após o incêndio.

Mesmo antes do incêndio, o campo de Lipa já tinha sido considerado inadequado para abrigar refugiados e migrantes por responsáveis internacionais e organizações não-governamentais (ONG), uma vez que não estava equipado com estruturas adequadas às condições meteorológicas locais, nem tinha abastecimento regular de água e de eletricidade.

De acordo com a agência da ONU, várias centenas de migrantes e refugiados permanecem no local do campo de Lipa, entre escombros e lama, sem acesso a água potável ou a aquecimento, numa grande tenda, a única estrutura que permanece após o incêndio.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×