20/10/20
 
 
Apesar das ameaças da China, Austrália promete investigar origem do coronavírus

Apesar das ameaças da China, Austrália promete investigar origem do coronavírus

AFP Jornal i 29/04/2020 12:05

Foi na semana passada que o governo australiano pediu que fosse feita uma investigação “transparente” sobre a origem da covid-19. Uma proposta altamente criticada pela China.

Apesar das ameaças da China em boicotar as importações de bens e serviços australianos, Scott Morrison, primeiro-ministro da Austrália, garantiu que vai continuar a exigir uma investigação sobre a origem do novo coronavírus.

"A Austrália continuará a adotar esse curso de ação extremamente razoável e sensato. Este vírus já matou mais de 200.000 pessoas em todo o mundo e paralisou a economia global. As implicações e os impactos são extraordinários", disse, esta quarta-feira, o governante.

Recorde-se que foi na semana passada que o governo australiano pediu que fosse feita uma investigação “transparente” sobre a origem da covid-19. Uma proposta altamente criticada pela China, que acusou a Austrália, forte aliada dos Estados Unidos, de agir com motivações políticas.

Assim, o embaixador chinês em Camberra, Cheng Jingye, sugeriu um boicote chinês sobre produtos australianos como carne e vinho, e outros serviços.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×