26/9/20
 
 
Setúbal. Os candidatos disputam 18 lugares

Setúbal. Os candidatos disputam 18 lugares

Ana Petronilho 27/09/2019 18:58

O distrito sadino é o quarto círculo eleitoral que mais deputados elege para o Parlamento, sendo disputados 18 lugares. Foi, também, um dos poucos distritos que nos últimos anos ganhou eleitores, com o número a subir em 11.500 votantes. A região tem uma taxa de desemprego de 5,28%, pouco abaixo da média nacional.

PS. Ana Catarina Mendes

É a segunda vez que Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do PS, é a cabeça-de-lista pelo distrito de Setúbal numas legislativas. Deputada desde 1998, Ana Catarina Mendes tem 46 anos e nasceu em Abrantes. Durante a adolescência mudou-se com a família para Almada onde refundou, com um dos quatro irmãos, a Juventude Socialista. Tinha 18 anos e foi durante vários anos a presidente da Federação de Setúbal. É neta de um militante do PCP que chegou a ser preso político e casada com o ex-ministro do Trabalho, Paulo Pedroso, que se retirou da política depois do escândalo da Casa Pia. É licenciada em Direito pela Universidade de Lisboa e frequentou o mestrado em Novas Fronteiras do Direito no ISCTE. Deu aulas na Lusófona. No PS foi membro do secretariado nacional, com o pelouro da Educação. Foi vice-presidente da bancada parlamentar durante os governos de Guterres e de Sócrates.

PSD. Nuno Carvalho

O PSD escolheu Nuno Carvalho para liderar a lista de candidatos. Filiou-se no PSD com 15 anos (em 1997) e é desde 2013 presidente da concelhia de Setúbal do PSD. Antes, entre 2007 e 2013, foi vice-presidente da estrutura e presidente da JSD, naquele distrito. Nas últimas autárquicas, em 2017, foi o candidato à câmara de Setúbal tendo sido eleito vereador sem pelouro. É também, desde 2016, conselheiro nacional do PSD. Nuno Carvalho tem 37 anos, nasceu no Barreiro e vive em Azeitão. É licenciado em Direito pela Universidade Moderna e tem um curso de especialização para executivos em Finanças do ISEG. A escolha de Nuno Carvalho como cabeça-de-lista foi um dos casos que gerou alguma polémica no PSD. Fundou com a família duas empresas, a NeoAsfalto e a NeoPav, e enquanto empresário foi considerado “um dos jovens mais promissores com menos de 40 anos” pela revista Exame. É fã de Nina Simone.

CDS. Nuno Magalhães

O ex-líder da bancada parlamentar volta a ser cabeça-de-lista pelo distrito sadino. Nuno Magalhães tem 47 anos, nasceu em Luanda e vive em Lisboa. Antes, viveu com a família nas Caldas da Rainha. Foi eleito como deputado pela primeira vez em 2005 e sempre pelo círculo eleitoral de Setúbal, tendo sido presidente da distrital do partido e candidato do CDS à autarquia sadina. É licenciado em Direito pela Universidade de Lisboa e chegou a trabalhar como advogado. O pai era “CDS ferrenho” e no ano 2000, a convite de Narana Coissoró, foi assessor jurídico do partido. Mais tarde, em 2002, quando tinha 30 anos, toma posse como secretário de Estado da Administração Interna, durante o Governo de Durão Barroso. Só em 2005 foi eleito deputado. Durante oito anos, a convite de Paulo Portas, foi o presidente da bancada parlamentar do CDS, sendo o deputado que mais tempo assumiu a função.

BE. Joana Mortágua

É a segunda vez que o BE aposta em Joana Mortágua como cabeça-de-lista por Setúbal. A deputada é irmã gémea de Mariana Mortágua, também bloquista e cabeça-de-lista por Lisboa. Joana Mortágua foi eleita deputada pela primeira vez em 2015 mas antes, em 2013, foi a candidata pelo partido à Câmara de Almada e nas legislativas de 2009 encabeçou a lista de Évora. Tem 33 anos, nasceu em Alvito, distrito de Beja, fez o ensino secundário em Viana do Alentejo e vive há vários anos em Almada, onde é vereadora sem pelouro atribuído. É licenciada em Relações Internacionais pela Universidade de Lisboa, onde frequenta o mestrado na mesma área de estudo. Filiou-se no BE aos 18 anos e hoje integra a mesa nacional, a comissão política e o secretariado nacional do partido. É filha de Camilo Mortágua, fundador da LUAR e prima da ex-eurodeputada socialista Maria João Rodrigues.

CDU. Francisco Lopes 

A CDU volta a apostar em Francisco Lopes como cabeça-de-lista por Setúbal. Nasceu em Arganil mas vive desde criança em Lisboa, onde estudou. É candidato por Setúbal desde 2005, ocupando, desde então, o 1.º lugar da lista de candidatos da coligação do PCP e de Os Verdes. Tem 55 anos e é operário, tendo frequentado o curso industrial de montador de eletricidade no ISEL. Tornou-se membro do Comité Central do PCP aos 24 anos (em 1979), sendo militante do partido desde 1974. Em 1988 foi eleito membro suplente do Secretariado do Comité Central do PCP. Mais tarde, em 1990, torna-se Membro da Comissão Política e do Secretariado do Comité Central, responsável pela área do Movimento Operário, Sindical e das Questões Laborais e pelas Questões da Organização Partidária. Em 2011 candidatou-se à Presidência da República, mas foi vencido por Cavaco Silva.

PAN. Cristina Rodrigues

O Pessoas-Animais-Natureza lança Cristina Rodrigues como cabeça-de-lista por Setúbal. A candidata é chefe de gabinete do grupo parlamentar e membro da comissão política do partido. No ano passado viu-se envolvida numa polémica ligada ao grupo de Intervenção e Regaste Animal (IRA), um grupo radical que alegadamente invadia residências particulares para recolher animais domésticos, alegadamente vítimas de maus-tratos. Segundo as notícias publicadas na altura, o caso está a ser investigado pela PJ. Cristina Rodrigues terá prestado esclarecimentos jurídicos ao IRA, sendo licenciada em Direito pela Universidade de Lisboa, onde tirou o mestrado em ciências jurídico-empresariais. Foi ainda advogada pro bono de vítimas de violência doméstica. A candidata tem 34 anos, nasceu em Lisboa mas sempre viveu no Seixal. Entrou para o PAN há cinco anos e em 2017 foi candidata pelo partido à Câmara de Sintra.

 

 

 

Cabeças-De Lista dos Partidos sem Assento Parlamentar

Aliança

Carlos Medeiros

Partido da Terra (MPT)

Vítor Manuel Lobão 

Chega

Nuno Manuel Afonso

Partido Democrático Republicano (pdr)

Bruno Fialho

Iniciativa Liberal

Diogo Prates

Partido Nacional Renovador

João Carlos Patrocínio

Partido Popular Monárquico (PPM)

Jorge Manuel Angelo

Livre

Ana Raposo Marques

Partido Trabalhista Português (PTP)

Rute Miriam Inácio

partido unido dos reformados e pensionistas (PURP)

Dário Fonseca

reagir incluir reciclar (R.I.R)

António Manuel Carvalho

partido comunista dos trabalhadores portugueses (PCTP/MRPP)

Leonel Eusébio Coelho

Nós, Cidadãos! 

Carlos Manuel Martins

Movimento Alternativa Socialista (MAS)

José Afonso 

 

 

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×