14/10/19
 
 
Reações às decisões de Neto de Moura

Reações às decisões de Neto de Moura

Raquel Wise Jornal i 06/03/2019 18:40

As reações ao acórdão polémico de Neto de Moura voltaram agora às luzes da ribalta. O juiz fez saber que vai processar humoristas, políticos e jornalistas que se pronunciaram sobre ele e a sua decisão. As reações não tardaram a chegar e o i reuniu as de algumas caras conhecidas sobre o anúncio do juiz.

“A única situação em que uma advertência destas faria sentido é se for enrolada, enfiada no rabo do juiz” - Ricardo Araújo Pereira

“Temos de fazer uma rave de processados”- João Quadros

“Não admira que alguém que defende o apedrejamento de mulheres adúlteras conviva mal com a liberdade de expressão e de opinião” - Joana Amaral Dias

“Se for processada pelo Neto de Moura vou pensar duas vezes sobre a minha existência” - Joana Mortágua

“Processando meio universo pelo exercício da liberdade de expressão” - Pedro Delgado Alves

“Tenho uma ideia para o juiz Neto de Moura: era fazer uma lista de quem não falou mal dele. Tenho a certeza de que há alguém” - Fernanda Câncio

“O que é grave é que alguém como Neto de Moura continue a ser um juiz” - Catarina Martins

“A presença de Neto de Moura nos tribunais portugueses é uma ameaça à segurança das mulheres” - Mariana Mortágua

“O Neto de Moura sabe vingar-se. Que humilhação” - Fernanda Câncio

“Espero que a polémica em torno de Neto de Moura sirva para se perceber o real estado da justiça  e do corporativismo fechado que a domina. Um aspeto para o qual ando há muito, muito tempo a apontar” - Rui Rio

“Ele tem o direito de se sentir ofendido, eu tenho o direito de dizer coisas que potencialmente
o ofendem” - Ricardo Araújo Pereira

“Eu também me sinto ofendido com o que o senhor escreve nos seus acórdãos” - Bruno Nogueira

“Como é que um animal irracional de um juiz destes anda à solta num tribunal? Precisa é de uma coleira e de uma trela e açaime” - Bruno Nogueira

“Este juiz tem de ir para a rua. E é já!” - Joana Amaral Dias

“O caso do juiz das sentenças parvas vai deixar ainda mais claro que as opiniões dos magistrados estão longe de ser sacrossantas e que, também eles, têm de se sentir responsáveis perante a sociedade” - Francisco Seixas da Costa

“Eu acho que o juiz Neto de Moura vai ter de processar a maioria do país” - Catarina Martins

“É a pena mais leve do cardápio” - Fernanda Câncio

“Este magistrado do Tribunal da Relação do Porto é um perigo para a segurança pública” - Joana Amaral Dias

“Estamos arrependidos de só ter feito este [programa]. Para a semana fazemos mais” - João Quadros

“Tenho a impressão que esta fixação pela punição da mulher adúltera e pelo atenuar de penas de cornudos tem uma origem muito pessoal” - Diogo Batáguas

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×