19/12/18
 
 
Fraudes nas moradas dos deputados sob investigação do Ministério Público

Fraudes nas moradas dos deputados sob investigação do Ministério Público

António Pedro Santos Jornal i 07/11/2018 18:43

O inquérito está a ser conduzido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa e até ao momento não foram constituídos arguidos

O Ministério Público está a investigar os casos de deputados que declararam moradas que não correspondem às suas residências efetivas, recebendo assim ajudas de custo e despesas de deslocação de forma indevida. A confirmação foi dada pela Procuradoria-Geral da República, esta quarta-feira, à revista Visão.

Os deputados terão prestado alegadas declarações falsas aos serviços administrativos da Assembleia da República, o que lhes terá permitido receber ajudas relativas a despesas superiores ao que era justo.

Segundo fontes parlamentares, citadas pela Visão, o Ministério Público terá pedido, no último verão, à Secretaria – Geral da Assembleia da República a lista de moradas que foram fornecidas pelos deputados.

O inquérito está a ser conduzido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa e até ao momento não foram constituídos arguidos.

Este ano foram noticiados presumíveis declarações irregulares associadas a deputados como Feliciano Barreiras Duarte (PSD), Elza Pais (PS), Heitor Sousa (BE), Duarte Pacheco (PSD) , Clara Marques Mendes (PSD), Manuel Frexes (PSD) e Pedro Soares (BE). Contudo, a PGR não confirmou se fazem parte da investigação todos os 230 deputados parlamentares ou apenas estes.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×