13/11/19
 
 
Europa. Bannon vai criar fundação para ajudar a extrema-direita europeia

Europa. Bannon vai criar fundação para ajudar a extrema-direita europeia

Ricardo Cabral Fernandes 22/07/2018 20:37

O ex-estratega de Trump e ex-diretor do Breitbart quer ajudar a criar quadros para a extrema-direita

Afastado da Casa Branca pelo presidente Donald Trump, a quem ajudou a conquistar a presidência, Steve Bannon não deixou de querer avançar com a sua agenda. O ex-estratega de Trump e ex-diretor do website populista Breitbart passou pela Hungria, Itália, França e Reino Unido, onde se reuniu com forças políticas da direita populista e discursou em comícios. Agora, deu mais um passo ao anunciar, em entrevista ao “Daily Beast”, que irá criar uma fundação para ajudar esses mesmos partidos a alcançarem o melhor resultado de sempre nas próximas eleições para o Parlamento Europeu, em maio de 2019. 

Ainda que seja conhecido pela sua capacidade em inovar o discurso da direita populista, a ideia de Bannon teve uma inspiração improvável: George Soros, o milionário da Fundação Open Society, que financia projetos e causas liberais e pró-europeias desde 1984. “O Soros é brilhante”, disse Bannon. “É um demónio, mas é brilhante”. 

O próximo projeto do ex-estratega dará pelo nome de “O Movimento” e terá sede em Bruxelas. As suas funções serão a elaboração de sondagens, investigação e assessoria política aos movimentos e partidos, bem como a criação de quadros para essas mesmas forças políticas. Por agora, o projeto contará apenas com dez pessoas, mas se nas eleições europeias tiver sucesso, avançará a todo o vapor. O norte-americano espera que os resultados das eleições permitam a criação de um “supergrupo” no Parlamento Europeu.

“Só tive esta ideia quando Marine Le Pen me convidou para falar no congresso da Frente Nacional em lille”, explicou Bannon em entrevista. “Perguntei-lhe: ‘o que é que querem que eu diga?’ E respondeu-me: ‘Apenas que não estamos sozinhos’”, acrescentou. 

Na entrevista, Bannon confessou ter ficado surpreendido por os partidos da direita populista não trocarem experiências e ideias com os seus congéneres de países vizinhos.  E uma das que o tem inspirado tem sido a solução governativa populista em Itália entre o Movimento 5 Estrelas e a Liga. “A Itália é o coração da política moderna”, garantiu Bannon. “Se consegue funcionar lá, consegue-o em todo o lado”.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×