13/11/18
 
 
Felícia assusta homens de Salgado

Felícia assusta homens de Salgado

Felícia Cabrita investigou em Benguela movimentos suspeitos de dinheiro entre a família de Sócrates e o grupo BES. A jornalista não passou despercebida aos homens de Ricardo Salgado, que a chegaram a confundir com Ana Bruno.

Em 2015, o SOL foi a Benguela, Angola, em busca das famosas salinas que tanto dinheiro tinham dado a Carlos Santos Silva.

Nessas buscas apurou-se que os terrenos valiam muito menos do que o valor pelo qual tinham sido comprados pela ESCOM, uma empresa do Grupo Espírito Santo (GES). E, além disso, o nome do empresário da Covilhã não aparecia na documentação relativa ao negócio. Estas conclusões foram publicadas no SOL em várias reportagens - dando origem a um corrupio de telefonemas entre algumas das figuras mais ligadas a este processo e que se sentiram comprometidas pelos textos.

A operação teve por objetivo a ocultação de passivos do grupo de Ricardo Salgado através de operações de venda fictícias. Assim, em apenas um dia, a dívida da ESCOM foi transferida para cinco empresas desconhecidas e sem qualquer atividade operacional. 

Leia a peça na íntegra nesta edição do Semanário SOL. Já nas bancas.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×