23/02/2024
 
 
DocLisboa. Difícil é escolher

DocLisboa. Difícil é escolher

Jornal i 22/10/2016 12:00

Decorre até dia 30 a 14.ª edição do DocLisboa, com  259 filmes, entre os quais 46 portugueses, 13 deles em competição.

Peter Watkins, pioneiro do docudrama e do falso documentário na década de 1960 – prova disso é o seu Óscar de Melhor Documentário em 1966 com um filme que não era documentário, The War Game – é um dos focos da programação da 14.ª edição do DocLisboa, que começou quarta-feira e se prolonga até dia 30, entre o São Jorge, a Culturgest e a Cinemateca Portuguesa, em Lisboa.

The War Games, que ilustra um olhar altamente crítico sobre os meios de comunicação de massas enquanto instrumento de poder e de controlo, é justamente um dos 15 filmes do realizador britânico que estão a ser exibidos na cinemateca ao longo do festival. À obra de Watkins, de 80 anos, é ainda dedicada uma mesa redonda (26 de outubro, às 17h30, na Cinemateca), onde estará representado pelo seu filho, Patrick, sobre o que significa rever a obra de Watkins em 2016. «É sempre importante em cada presente olharmos para a História para percebermos onde estamos», sustenta Cíntia Gil, diretora do festival. «Temos muito tendência a pensar que as novidades estão sempre a aparecer e não é assim tão verdade».

Numa programação composta por 259 filmes, entre os quais 46 portugueses, 13 em competição, há ainda lugar para um outro ciclo sobre o impacto da produção documental pós-revolução cubana, intitulado Por um Cinema Impossível: documentário e vanguarda em Cuba.

E de fora não podiam ficar, claro, alguns dos documentários mais aguardados do ano. Como David Lynch: The Art Life, obra dirigida por Jon Nguyen, Olivia Neergaard-Holm e Rick Barnes que acabou de fazer a sua estreia mundial em Veneza e que acompanha o realizador de culto, escritor e artista plástico no seu ateliê (hoje às 14h no Pequeno Auditório da Culturgest). Ou Mapplethorpe: Look at the Pictures (hoje às 21h30 no Grande Auditório da Culturgest), homenagem de Fenton Bailey e Randy Barbato ao fotógrafo num documentário produzido originalmente para a HBO. Também David Bowie será evocado no DocLisboa, no filme Man With a Hundred Faces or The Phantom of Herouville, de Gaëtan Chataigner.

Entre as novidades desta edição do está a nova secção ‘Da Terra à Lua’, que procura um olhar sobre o mundo atual, na qual figuram filmes como Austerlitz, de Sergei Loznitsa, Lo and Behold, Reveries of the Connected World, de Werner Herzog, a curta Paris 15/16, de Teresa Villaverde, Pedra e Cal, de Catarina Alves Costa, e Between Fences, um filme que questiona o estatuto dos refugiados em Israel. Oautor, o israelita Avi Mograbi, vem a Lisboa apresentá-lo (26 de outubro, 21h30 na Culturgest).

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline