13/12/18
 
 
Quem é Elísio Summavielle, o novo presidente do CCB?

Quem é Elísio Summavielle, o novo presidente do CCB?

Miguel Silva Ana Sá Lopes 01/03/2016 17:27

Elísio Summavielle é o novo presidente do Centro Cultural de Belém. Gosta de música, touradas e património cultural

Elísio Summavielle, 57 anos, funcionário público. É assim que o novo presidente do Centro Cultural de Belém gosta de se auto-retratar, porque para Summavielle ser funcionário público é um orgulho. Por oposição ao “funcionário cansado” de António Ramos Rosa, Summavielle é o “funcionário entusiasmado”. Vai caber-lhe agora a tarefa de gerir o Centro Cultural de Belém, por nomeação do seu amigo João Soares, com quem já tinha trabalhado na Câmara de Lisboa – que para Elísio Summavielle foram os melhores anos da sua vida profissional. Foi depois secretário de Estado no governo Sócrates, mas não foi a mesma coisa. É maçon, da loja de João Soares, mas, como o ministro, não gosta muito dos rituais. Aventais, só na cozinha.“Nunca neguei que era maçon, mas não faço propaganda de ser. Há valores éticos e morais que devemos seguir, defender a liberdade, defender o conhecimento e o acesso à sabedoria, cultivar a solidariedade entre as pessoas”, disse em entrevista ao i em 2013.

É provável que o PAN, que elegeu um deputado e que também é um ativo na “gerigonça” dirigida por António Costa, não fique satisfeito com a nomeação. Afinal, Elísio é um entusiasta das touradas. O seu avô materno, um dos implantadores da República, fez a praça de Touros da Moita. “Desde pequenino que vou à festa. E acho que é dos poucos momentos nas nossas apagadas e vis tristezas em que as pessoas estão alegres e bem dispostas”, afirma Elísio na entrevista citada. “Eu sinto a festa como um património imaterial que é, de facto. Não podemos ignorar a festa taurina. O forcado não mata nada, apanha pancada, mas é uma especificidade nacional. As corridas de corda na Terceira são uma festa fantástica”.

Além da tourada, a música – particularmente o jazz – é uma das suas paixões. Mas foi no património cultural que Elísio Summavielle passou a maior parte da vida. Militante de base do PS, candidatou-se nas últimas autárquicas à Câmara de Mafra – é do concelho, já que a Ericeira, onde passa os fins de semana, é a sua terra de eleição. Há 20 anos, Elísio Summavielle estava a fazer a Lisboa 94 Capital da Cultura. Agora, ruma ao CCB.

Leia aqui as opiniões de Elísio Summavielle no i 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×