21/10/19
 
 

Noruega. “Um país com muito poucos pobres e muito poucos ricos”

22/05/2015 17:23

 

Ove Thorsheim, embaixador da Noruega em Lisboa.

O que faz com que a Noruega surja sempre no topo dos índices de desenvolvimento?

Vivemos em contacto com a natureza e beneficiamos da força do trabalho de homens e mulheres. Tomamos decisões políticas para dividir a riqueza gerada por toda a população. Assim, temos muito poucos ricos e muito poucos pobres, todos estão no meio. Penso também que encontrámos um bom equilíbrio entre a vida pessoal e profissional. Quando tudo isto se soma explicam-se os nossos resultados elevados nos índices. 

Quais são os maiores desafios que os Noruegueses enfrentam em Portugal?

Os noruegueses que vêm para Portugal gostam das pessoas, do clima, da comida e do vinho. Apesar de grande parte dos portugueses falar línguas estrangeiras, é essencial aprender algumas palavras de português para nos aproximarmos. Não vejo grandes desafios.

Que conselhos daria a um português que pretende emigrar para a Noruega?

A Noruega é um bom país para se viver. Os salários são elevados mas o custo de vida também. Tenho dois conselhos: não se deve ir para a Noruega sem uma proposta de trabalho e deve-se estar preparado para um clima mais frio e um Inverno mais escuro.  

Que características melhor identificam os noruegueses?

Como em qualquer país, uns são mais simpáticos e outros menos. Mas consideramo-nos pessoas abertas, igualitárias e inclusivas.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×