17/04/2024
 
 
Perto de 25% dos médicos do SNS aderiram à dedicação plena

Perto de 25% dos médicos do SNS aderiram à dedicação plena

Jornal i 05/03/2024 12:07

Adesão ao regime garante um suplemento correspondente a 25% do salário base.

 

Desde o início do ano, perto de 2.900 médicos especialistas aderiram voluntariamente ao regime de dedicação plena ao SNS. O Ministério da Saúde faz um balanço "francamente positivo".

Desde que entrou em vigor há dois meses, cerca de 2.900 médicos aderiram voluntariamente à dedicação plena ao SNS, o que representa cerca de 24% do universo de 12 mil especialistas que trabalham nos hospitais do SNS.

"O balanço dos dois primeiros meses de adesão à dedicação plena é francamente positivo, com 2.860 médicos a aderir a este regime nos diferentes hospitais do Serviço Nacional de Saúde", adiantou fonte oficial do Ministério da Saúde, à agência Lusa.

"O número total de médicos especialistas nos hospitais do SNS é de cerca de 15 mil, mas mais de 2.500 estão no regime de dedicação exclusiva", acrescentou a mesma fonte.

O regime de dedicação plena prevê um horário de 35 horas semanais com acréscimo de cinco horas, assim como o aumento do teto máximo de horas extra para 250 e o trabalho aos sábados para médicos que não façam urgências. Em contrapartida, é garantido um suplemento correspondente a 25% do salário base.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline