29/02/2024
 
 
TAP. PCP quer saber se há outros casos como o de Alexandra Reis

TAP. PCP quer saber se há outros casos como o de Alexandra Reis

Bruno Gonçalves Jornal i 06/03/2023 21:06

O PCP quer perceber "o conjunto de opções estratégicas, profundamente lesivas, penalizadoras para a TAP e para o interesse nacional, que foram levadas a cabo ao longo destes anos".

O PCP considerou que as decisões do Governo na sequência do relatório da IGF sobre a TAP eram "uma inevitabilidade" e que é preciso saber se há outros casos como o de Alexandra Reis.

"Estávamos perante uma prática verdadeiramente inaceitável, perante uma ilegalidade que tinha de ter uma consequência", afirmou o deputado comunista Bruno Dias.

Para o PCP, fica ainda por esclarecer "quantas Alexandras Reis mais poderão existir", uma vez que o relatório da IGF apenas incide no caso em concreto da indemnização de 500 mil euros pago à ex-secretária de Estado.

Segundo Bruno Dias, esse tipo de indemnizações constitui "uma prática verdadeiramente inaceitável, que é marca da gestão privada que impuseram à TAP".

Nesse sentido, o PCP não vai desistir "de apurar e de ter o esclarecimento do conjunto dos factos e das explicações que a gestão privada teve na companhia, nomeadamente em situações como esta", mas vai também procurar saber como foi feita a privatização da TAP em 2015.

"Queremos saber todo o conjunto de opções estratégicas, profundamente lesivas, penalizadoras para a TAP e para o interesse nacional, que foram levadas a cabo ao longo destes anos", referiu.

 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline