05/03/2024
 
 
"O massacre" de Bucha é "apenas um de muitos exemplos", diz Zelensky

"O massacre" de Bucha é "apenas um de muitos exemplos", diz Zelensky

AFP Jornal i 05/04/2022 17:02

“Alguns [civis] foram mortos na rua, outros atirados para poços onde morreram em sofrimento. Alguns foram mortos nos seus apartamentos, com granadas que explodiram. Civis foram esmagados por tanques quando estavam nos seus carros, no meio da rua", descreveu Zelensky. 

Volodymyr Zelensky discursou esta terça-feira para o Conselho de Segurança da ONU, dizendo que "não há um um único crime" que não tenha sido cometido na cidade de Bucha, perto de Kiev. 

“Ontem regressei da cidade de Bucha, não longe de Kiev. Não há um único crime que não tenham cometido lá. O exército russo procurou e matar propositadamente qualquer pessoa que tenha servido o nosso país. Mataram mulheres no exterior das suas casas, que tentavam chamar por alguém que estivesse vivido. Mataram famílias inteiras, adultos e crianças, e tentaram queimar os corpos”, disse o Presidente ucraniano.

O massacre em Bucha, que tem concentrado as atenções de todo o mundo nos últimos dias devido às imagens chocantes, é parecido com o que já aconteceu em muitas outras cidades ucranianas. "O mundo ainda não viu o que fizeram noutras cidades ocupadas do nosso país. O massacre na nossa cidade de Bucha é apenas um de muitos exemplos do que os ocupadores têm feito na nossa terra nos últimos 41 dias. Mariupol, Kharkiv, Chernobyl… dezenas de outras comunidades ucranianas, todas são semelhantes a Bucha”, afirmou.

“Alguns [civis] foram mortos na rua, outros atirados para poços onde morreram em sofrimento. Alguns foram mortos nos seus apartamentos, com granadas que explodiram. Civis foram esmagados por tanques quando estavam nos seus carros, no meio da rua. Cortaram membros, rasgaram gargantas, as mulheres foram violadas e mortas em frente aos seus filhos. Cortaram-lhes a língua, só porque o agressor não ouviu o que queria”, enomerou o líder russo, que disse falar em nome de todos os ucranianos que honram a memória dos civis "mortos com um tiro na nuncam depois de serem torturados". 

Assim, dadas as ações das tropas russas, este comportanto "não é diferente do de outros grupos terroristas como o Daesh", com a particularidade de que "aqui é feito por um membro do Conselho de Segurança", disse, que não está "a trabalhar de forma eficaz", diz Zelensky.

 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline