27/9/21
 
 
Férias. O Algarve low cost

Férias. O Algarve low cost

António Pedro Santos Daniela Soares Ferreira 28/05/2021 14:22

Quem tem pouco dinheiro precisa de mais imaginação para fazer umas belas férias. Mas pode conseguir uns dias de descanso fantásticos.

O mito de que o Algarve é só para quem tem muito dinheiro e para estrangeiros é mesmo isso: mito. Não faltam alternativas simpáticas, e depois de tratar do alojamento é preciso saber o que fazer quando não se está na praia. Uma visita pelas lendas de Olhão é imprescindível para quem gosta de história, mas pode sempre aproveitar e ir até à Ilha do Farol, fazendo uma viagem fantástica de barco por menos de três euros. Se gosta de peixe e marisco, não perca uma visita às praças de Olhão, Tavira ou Quarteira – nas imediações há restaurantes a preços muito acessíveis. 

Voltando ao alojamento, uma das principais opções – e caso goste do contacto com a natureza – pode ser o campismo que, nos dias de hoje, até já traz grandes comodidades. É óbvio que a tenda fica mais em conta, mas hoje em dia soluções não faltam: um bungalow para quatro pessoas na Ilha da Armona, em Olhão, fica por pouco mais de 800 euros numa semana em julho.

O espaço fica a cerca de 200 metros da praia e, para chegar ao parque, é preciso fazer uma travessia de barco a partir de Olhão. Os preços, em época alta, ficam por cerca de 100 euros por noite mas é possível contar com várias comodidades como frigorífico, televisão, cozinha equipada, mesa e cadeiras de esplanada e espreguiçadeiras.

Já no Albufeira Camping, é possível optar pelos bungalows ou pelas caravanas residenciais. Os preços variam muito e dependem de todas as modalidades escolhidas mas são muito acessíveis. O mesmo acontece no Camping Armação de Pêra que tem bungalows, caravanas e até lugar para tendas. Preços acessíveis que variam consoante o número de pessoas e de dias que decidir ficar. 

Em Sagres, na área livre de campismo, a Orbitur consegue preços a partir dos 49 euros. Estas são boas opções para quem pretende gastar menos dinheiro e dar destaque ao contacto com a natureza. E, em todo o Algarve, as opções para fazer campismo são muitas.

No caso do bungalows, um exemplo é o Lemon Tree Urban Camping situado em pleno coração de Faro e que conta com pequenas barracas de madeira num pátio. Apesar de privado, as tendas são em plano aberto e estão rodeadas por uma cerca de madeira. Aqui, uma semana para dois adultos, em julho – de 4 a 11 -, custa 574 euros.

Alugar apartamentos Uma das soluções mais usadas por quem pretende privacidade e poupar algum dinheiro é o alugar de casas através de sites como Olx, Imovirtual, idealista, entre outros. E uma breve pesquisa permite perceber que há preços até bastante acessíveis, dependendo claro, da zona algarvia. Aqui a vantagem é que não vai pagar por pessoa mas sim o preço da casa – que vai mudando conforme a época e o mês escolhidos. O mês mais caro será o de agosto, onde os preços por semana podem rondar os 600 euros. 

A procura por casas de férias tem disparado, de acordo com os mais recentes dados do OLX. Segundo o último estudo, o Algarve (+46% de pesquisas pela palavra e +117% de respostas a anúncios do distrito de Faro) parece continuar a dominar com particular destaque para a região do Sotavento, nomeadamente Manta Rota, Altura e Monte Gordo.
Uma boa opção e onde pode escolher e comparar vários preços é a Airbnb. Para uma semana em agosto, é possível encontrar, neste momento, mais de 300 opções com preços a partir dos 40 euros por noite.

E já pensou em fazer uma troca de casa? Esta é também uma opção que tem ganho vários adeptos em Portugal. Na prática, funciona da seguinte forma: uma pessoa com uma casa no Norte do país, pode trocar de casa com uma pessoa do Algarve para fazer férias. Esta opção elimina os custos do alojamento. Há até vários sites para este plano de férias como o Vrbo, Housetrip e HomeExchange.

Para quem não se importa de partilhar quarto Escolher um hostel pode ser também uma opção em conta, principalmente para quem não se importa de partilhar quarto. Se não, vejamos: no Aloha Hostel, em Portimão, é possível ficar uma semana em julho num quarto feminino para seis pessoas por 161 euros. 

Os preços não são muito diferentes em Sagres, no Good Feeling onde, também em julho, duas pessoas pagam apenas 268 euros num quarto com seis camas.

Hotéis a preços muito acessíveis Mas atenção: passar umas férias mais em conta não significa que não seja possível passá-las no hotel. O Algarve conta com alojamentos hoteleiros a preços bastante simpáticos. A título de exemplo, no Hotel Apartamento do Golfe, em Vilamoura, dois adultos conseguem pagar pouco mais de 700 euros por uma semana em julho. Caso leve os filhos, os preços crescem um pouco. A título de exemplo, no Hotel Pinhal do Sol, na Quarteira, um casal com dois filhos pagará, por uma semana em agosto, 1135 euros.

Em Tavira, por exemplo, uma semana em agosto no Aguarela Tavira pode ficar por apenas 350 euros para duas pessoas.

Ler Mais


×

Pesquise no i

×