31/10/20
 
 
Joacine justifica voto contra propostas do PCP e do BE para evitar "queda do Governo"

Joacine justifica voto contra propostas do PCP e do BE para evitar "queda do Governo"

Patrícia de Melo Moreira jornal i 06/02/2020 22:09

A decisão de Joacine vai contra o programa eleitoral do Livre, partido do qual foi cabeça de lista por Lisboa, que defende a redução da taxa do IVA. 

A deputada não-inscrita Joacine Katar Moreira votou contra a proposta do PCP que visava a redução da taxa do IVA da luz de 23% para 6% e também se mostrou contra a proposta do BE, que previa uma redução para 13%, uma decisão que vai contra o programa eleitoral do Livre, partido do qual Joacine foi cabeça de lista por Lisboa, que defende a redução da taxa do IVA. 

Apesar de não ter explicado de imediato o porquê do seu voto, a ex-deputada do Livre fez uma publicação no Facebook, esta quinta-feira, onde abordou o assunto. "Colocar em causa o primeiro orçamento da legislatura seria, assim, colocar em causa a estabilidade que a muito custo foi conseguida por todas e todos", escreveu a deputada, salientado que não pretende "contribuir para a possível queda do Governo", escreveu.

A deputada sublinha que "a falta de cultura térmica em Portugal não pode ser combatida com uma taxação que coloque quem ou o que polui ao lado de quem tem frio. A ideia generalizada de que há 'impostos verdes' coloca em causa as lutas ambientalistas que estão na ordem do dia, e que dia após dia unem identidades e gerações através de visões de mundos melhores, mais co-habitáveis e sustentáveis", defende. 

"A intersecção que faço entre justiça social e ambiental, e a relação que entre elas estabeleço, é feita pela irredutível noção de que nada existe em isolamento. Falar de 'pobreza energética' é descurar pobrezas outras. Não há pobreza energética. Há pobreza", sublinha na publicação. 

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×