20/10/20
 
 
OE2020. Governo quer criar escalões de consumo de eletricidade diferentes

OE2020. Governo quer criar escalões de consumo de eletricidade diferentes

jornal i 16/12/2019 17:58

Pelo quarto ano consecutivo, a contribuição para o audiovisual não vai ser atualizada na fatura da luz, mantendo-se nos 2,85 euros, acrescido de IVA.

 

 

Tal como tinha vindo a ser avançado nos últimos dias, o Governo pretende criar escalões de consumo de eletricidade:  mais alta para quem consome mais e mais baixa para quem consome menos.

E, a partir daí pode aplicar um imposto mais baixo aos consumos mais reduzidos. No entanto, essa alteração precisa de luz verde de Bruxelas. 

De acordo com os últimos dados, Portugal teve a segunda descida mais significativa nos preços da eletricidade entre os países da União Europeia (UE), no primeiro semestre deste ano, ficando apenas atrás da Dinamarca. Com esta queda, o preço da luz em Portugal ficou abaixo da média europeia pela primeira vez desde 2014. Ainda assim, continua no top 10 dos Estados-membros mais caros, tanto na luz como no gás.

A queda nos preços da eletricidade em Portugal foi de 4,1%, no primeiro semestre do ano, de acordo com os dados divulgados pelo gabinete de estatística da UE esta terça-feira. Com esta descida, o preço médio da eletricidade em Portugal, de 0,2154 euros por quilowatt-hora (kWh), acabou por ficar abaixo da média da UE, de 0,2159 euros por kWh.

Pelo quarto ano consecutivo, a contribuição para o audiovisual não vai ser atualizada na fatura da luz, mantendo-se nos 2,85 euros, acrescido de IVA.

O Governo entrega esta segunda-feira a proposta de Orçamento do Estado para 2020. A ideia é estar tudo fechado a 6 de fevereiro, data que está prevista a votação final global do documento.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×