19/8/19
 
 
Partidos à esquerda do PS votam contra mensagem de pesar pela morte de manifestantes na Venezuela

Partidos à esquerda do PS votam contra mensagem de pesar pela morte de manifestantes na Venezuela

Diana Tinoco Jornal i 01/02/2019 15:26

Comunistas propõem outro voto contra “a nova operação golpista” naquele país

O PCP, os Verdes e o Bloco de Esquerda votaram contra o voto de pesar pela morte de manifestantes na Venezuela, proposto pelo PSD e pelo CDS.

O texto conjunto dos dois partidos, ditos de direita, referia também a realização de eleições livres no país. A votação foi no mínimo agitada, com troca de protestos e ‘gritos’ de indignação de ambos os lados da barricada. Mais calados estiveram os socialistas, que não propuseram o voto, mas que votaram a favor aprovando o texto.

“A Assembleia da República exprime o seu pesar pela morte de manifestantes na Venezuela e apela a uma resolução pacífica que salvaguarde a segurança da grande comunidade portuguesa e lusodescendente na Venezuela, que respeite e reconheça o mandato democrático da Assembleia Nacional e do seu Presidente, Juan Guaidó, e que reponha a normalidade democrática através da realização de eleições livres na Venezuela”, pedia o texto conjunto do PSD e do CDS, citado pelo Observador.

O presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues perguntou então: “Quem vota contra?”. E os três grupos parlamentares, à esquerda do PS levantaram-se, sob um coro de protestos de democratas-cristãos e sociais-democratas.

A resposta também não se fez esperar e, minutos depois da agitação, foi a votos um texto proposto pelo PCP, no qual se condenava “a nova operação golpista e da campanha de desestabilização e de agressão contra a Venezuela que atinge o seu povo e a comunidade portuguesa neste país”.

Os comunistas, os proponentes, e os Verdes votaram a favor, já os bloquistas abstiveram-se, sendo que as outras bancadas votaram contra, chumbando o documento.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×