24/9/18
 
 
Tem Gmail? Pode estar a fornecer dados sem saber

Tem Gmail? Pode estar a fornecer dados sem saber

Shutterstock Jornal i 03/07/2018 18:05

O Google garante que esta conduta não vai contra as políticas implementadas pela empresa

Foi confirmado pela empresa multinacional Google que os e-mails particulares enviados e recebidos pelos utilizadores da caixa de correio Gmail podem estar a fornecer os seus dados a programadores de certas aplicações.

Por vezes, sem nos apercebermos, ao vincularmos as aplicações às nossas contas podemos estar a conceder certas permissões aos programadores externos para lerem e enviarem as mensagens que trocamos, apagamos e guardamos no nosso email.

O Google garante, citado pela BBC, que esta conduta não vai contra as políticas implementadas pela empresa.

O serviço de e-mail, Gmail, é o serviço mais popular do mundo, com 1,4 mil milhões de usuários, lê-se no site da BBC.

Duas empresas admitiram à BBC ter usado dados contidos em e-mails de centenas de utilizadores para criar um novo software. A empresa eDataSource, por exemplo, disse que para melhorar os seus algoritmos, os engenheiros já recorreram a estes e-mails.

As empresas disseram que não pediram nenhuma autorização específica para ler as suas mensagens do Gmail, pois esta prática está integrada nos termos aceites pelos utilizadores.

"Pode passar semanas de sua vida a ler os termos e condições e esta questão pode ser mencionada, mas isto não é razoável”, disse à BBC o professor da Universidade de Surrey, Alan Woodward.

O Google disse que só as empresas com as quais existe um acordo é que podem ter acesso às mensagens – tal só acontece se os utilizadores derem "permissão explícita para aceder o e-mail".

A página de verificação de segurança mostra quais as aplicações que foram vinculadas à conta e permite remover aquelas com as quais já não quer partilhar informação.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×