25/9/18
 
 
Ventura vai de ‘racista’ a ‘bom vereador’ em um mês

Ventura vai de ‘racista’ a ‘bom vereador’ em um mês

Francisco Soares Sebastião Bugalho 26/08/2017 14:02

Candidata socialista a Loures comete gaffe e o homem que fora acusado de ‘racista’ pelo Largo do Rato ironiza: «Se não encher a Câmara de familiares, pode ser vereadora».

Dia 17 de julho, há pouco mais de um mês, a candidata do PS à Câmara de Loures esteve lado a lado com Ana Catarina Mendes enquanto a secretária-geral adjunta do partido afirmava que se Passos Coelho não retirasse o apoio a André Ventura tornar-se-ia «cúmplice de semear o discurso da intolerância, do racismo e da xenofobia». Ao SOL, Sónia Paixão disse na altura que o seu concorrente em Loures proferira, sobre a minoria local cigana, «declarações incendiárias, racistas e xenófobas».

Esta semana, todavia, a socialista pareceu mudar de ideias. Confrontada pelo Observador sobre a possibilidade de uma coligação com o PSD em Loures, Sónia Paixão respondeu: «André Ventura pode dar um bom vereador, nunca um bom presidente de câmara».

A incoerência – de «racista» a «bom vereador» em trinta e oito dias – não passou despercebida, nem sequer aos olhos do CDS-PP, que retirara o apoio a Ventura após a sua polémica com a etnia cigana, que acusara de se julgar «acima da lei». Pedro Pestana Bastos, o centrista que assumiu a candidatura do CDS em Loures depois dessa retirada de apoio, afirmou que «ou o PS pede desculpa ao PSD e a Pedro Passos Coelho pelas declarações que fez e sustenta politicamente as declarações da sua candidata Sónia Paixão ou, em alternativa, o PS demarca-se das declarações e não pode deixar de retirar a confiança política à sua candidata que declarou a disponibilidade para se coligar com o candidato André Ventura».

A solução não foi nem uma nem outra, tendo um pouco de cada uma. Sónia Paixão tentou corrigir o tiro («Em caso algum admito fazer coligação com o PSD e muito menos com André Ventura») e o PS de Loures emitiu um comunicado declarando-se «frontalmente contra qualquer tipo de coligação com esta direita xenófoba, com este PSD e em particular com este candidato André Ventura». À gaffe de Sónia Paixão Ventura reagiu ao SOL: «Se ela reconhecer publicamente que tenho razão na questão dos ciganos e quiser lutar contra a impunidade e a insegurança em Loures, atribuir-lhe-ei o pelouro da ação social. Só temos uma limitação. Não faremos como o PS fez em Loures: não vamos encher a Câmara de familiares».

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×