18/04/2024
 
 
Responsável pelos aviões 737 Max afastado pela Boeing devido aos incidentes

Responsável pelos aviões 737 Max afastado pela Boeing devido aos incidentes

Dreamstime Jornal i 22/02/2024 12:50

A Boeing acumula cinco anos de prejuízos, devido à crise do 737 Max e à situação económica causada pela pandemia de covid-19.

A Boeing, empresa fabricante de aeronaves, anunciou, esta quinta-feira, a saída do responsável pelos aviões 737 Max, Ed Clark, depois de sucessivos incidentes envolvendo aquele modelo.

Stan Deal, diretor executivo da unidade de aeronaves comerciais da Boeing, referiu, numa nota aos funcionários, que Clark irá abandonar a empresa, depois de ter assumindo a divisão 737 Max, em 2021.

Clark, que se encontrava há 18 anos na empresa, era também o responsável da fábrica da Boeing onde é produzido o 737 Max. O ex-diretor será agora substituído, em ambos os cargos, por Katie Ringgold, que era a supervisão de entrega deste modelo, aos clientes.

Par além destas mudanças na equipa de gestão, a Boeing anunciou também a criação de um novo cargo, de controlo de qualidade, na unidade de aeronaves comerciais, que será preenchido por Elizabeth Lund, uma executiva com experiência.

Ao longo dos últimos meses, têm-se registado incidentes com aviões da Boeing, da classe 737 Max. Um relatório preliminar da agência, dos Estados Unidos da América (EUA), que é responsável pela segurança dos transportes, concluiu que faltam quatro parafusos no painel da Boeing 737 Max 9 da Alaska Airlines que teve problemas em 05 de janeiro, quando parte da fuselagem se soltou durante o voo com 117 pessoas a bordo.

Apesar de não ter provocado vítimas, o incidente forçou uma aterragem de emergência em Porteland (Oregon, EUA), logo após a descolagem.

A Boeing acumula cinco anos de prejuízos, devido à crise do 737 Max e à situação económica causada pela pandemia de covid-19.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline