20/04/2024
 
 
Super Bowl. A festa americana que movimenta milhões

Super Bowl. A festa americana que movimenta milhões

João Sena 19/02/2024 15:01

A Amércia parou para ver o Super Bowl. A final do campeonato americano de futebol é um dos maiores eventos desportivos do mundo; durou mais de três horas e prendeu à televisão mais de 150 milhões de pessoas. A edição deste ano foi vibrante, teve um jogo decidido no tempo extra, política e um beijo…

 

O Super Bowl é o jogo do ano nos Estados Unidos e um dos maiores e mais emocionantes espetáculos desportivos do mundo, capaz de captar a atenção de mais de 150 milhões espectadores. O Super Bowl foi criado em 1967 para consagrar o campeão da liga americana de futebol (NFL), a final realiza-se entre os vencedores das duas conferências. O troféu Vince Lombardi (é o nome da taça entregue ao vencedor) é dos mais desejados nos Estados Unidos, já que a NFL está para os americanos como a Liga dos Campeões de futebol está para os europeus, asiáticos e sul-americanos.

Pela segunda vez consecutiva, os Kansas City Chiefs são campeões da NFL depois de vencerem os San Francisco 49ers (25-22) no tempo extra. Foi um jogo dramático, com os Chiefs a empatarem nos segundos finais e a passarem para a frente do marcador no prolongamento com uma jogada magistral de Patrick Mahomes. Vencer um Super Bowl é especial, vencer dois consecutivos é feito raro, apenas seis equipas o conseguiram na história da NFL. É o terceiro título nos últimos cinco anos e o quarto na história do clube.

O Super Bowl é também mais do que um jogo. As pessoas reúnem-se para apoiar as equipas, celebrar os pontos ganhos, conhecer os fantásticos anúncios publicitários e, naturalmente, assistir ao espetáculo musical no intervalo. O preço dos bilhetes disparou para a edição deste ano, o valor médio foi de 10 mil dólares (9.300 euros). Em termos de consumo, os organizadores avançaram com um total de 17 milhões de dólares gastos na restauração, merchandising e outras categorias. Com investimentos milionários, shows megalómanos e uma audiência estrondosa, o Super Bowl é o evento desportivo do ano que mexe grandemente com as apostas desportivas. Segundo dados da American Gaming Association, o jogo entre os Kansas City Chiefs e San Francisco 49ers movimentou qualquer coisa como 23,1 mil milhões de dólares em apostas, um valor muito superior aos 16 mil milhões do ano passado.

De forma surpreendente, a política norte-americana entrou no Super Bowl deste ano. Donald Trump acusou Joe Biden de dar a vitória aos Chiefs e a Travis Kelce para que a sua namorada, Taylor Swift, apoiasse Biden nas próximas eleições presidenciais. Esta teoria da conspiração é mais uma infantilidade do candidato republicano.

 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline