01/03/2024
 
 
Aleksander Ceferin não vai concorrer a um quarto mandato enquanto presidente da UEFA

Aleksander Ceferin não vai concorrer a um quarto mandato enquanto presidente da UEFA

AFP Jornal i 08/02/2024 16:35

Ceferin explica que decisão está tomada "há mais de seis meses” e admite que a “organização precisa de sangue novo".

O Presidente da União das Federações Europeias de Futebol (UEFA), Aleksander Ceferin, anunciou, esta quinta-feira, que não vai concorrer a um quarto mandato, apesar de o Congresso da entidade ter ratificado uma alteração aos estatutos que lhe permitia fazê-lo.

Numa conferência de imprensa, no final do Congresso que se realizou em Paris, Ceferin admitiu: “"Estou cansado, longe da minha família há muito tempo. Decidi não voltar a candidatar-me em 2027”.

O esloveno, que assumiu o cargo em 2016, no seguimento da saída do francês Michel Platini, garantiu que a decisão de abandonar a liderança do organismo, está tomada “há mais de seis meses”.

O Congresso da FIFA já tinha alterado o estatuto, permitindo que o atual presidente do organismo concorresse a um quarto mandato, quando apenas poderia fazer três.

O texto, que foi aprovado esta quinta-feira, não elimina o limite de três mandatos, uma das medidas chave, tomadas em abril de 2017 por Ceferin, após numerosos escândalos que obrigaram a tomar medidas similares na FIFA e no Comité Olímpico Internacional (COI), mas precisa que esta regra, válida para todos os membros do Comité Executivo, não leva em conta os mandatos iniciados antes de 1 de julho de 2017.

O esloveno foi ainda reconduzido para um novo mandato, de quatro anos, no 47º congresso da FIFA, realizado em Lisboa, em 5 de abril de 2023.  

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline