01/03/2024
 
 
Tendência de queda na taxa de abandono quebrada

Tendência de queda na taxa de abandono quebrada

Jornal i 08/02/2024 16:11

A União Europeia estabeleceu como meta para 2030 uma taxa de abandono escolar precoce abaixo dos 9%

A taxa de abandono precoce da educação e formação em Portugal aumentou no ano passado para 8%. A informação foi disponibilizada esta quinta-feira pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE). revela que 2023 quebrou a tendência gradual de diminuição que se registava desde 2017.

Depois de seis anos consecutivos de queda do número de alunos a abandonar a escola antes do tempo, o INE revela agora que, no ano passado, esta tendência foi quebrada.

Em 2023, houve um aumento da taxa de abandono escolar em Portugal de 6,5% para 8%.

Apenas os alunos das ilhas dos Açores mantiveram a tendência de diminuição da taxa de abandono, passando de 26,1% em 2022 para 21,7% no ano passado. Quanto aos valores em Portugal continental, houve um aumento, de 5,9% em 2022 e 7,6% no ano passado.

O abandono escolar caracterizava, em 2016, 14% dos jovens portugueses, e desde então veio a cair: Em 2020 chegou aos 8,9%, tendo ficado abaixo do objetivo traçado para esse ano e, pela primeira vez, abaixo da média europeia.

A União Europeia estabeleceu como meta para 2030 uma taxa de abandono escolar precoce abaixo dos 9%.

A taxa de abandono escolar permite identificar a percentagem de jovens que não concluiu o ensino secundário, nem se encontra a frequentar qualquer modalidade de educação e formação.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline