01/03/2024
 
 
Impacto na economia do Rali de Portugal bate recorde em 2023

Impacto na economia do Rali de Portugal bate recorde em 2023

Jornal i 08/02/2024 15:26

Desde 2007, ano de início da análise científica da Universidade do Algarve, o contributo do Rali de Portugal para a economia do país foi de 1.728,6 milhões de euros

O Rali de Portugal gerou, em 2023, um impacto económico estimado de 164,7 milhões de euros. O valor é um recorde para o evento, revela um estudo da Universidade do Algarve divulgado esta quinta-feira pela organização.

De acordo com a investigação são mais 10,9 milhões de euros do que no ano anterior, representando um crescimento de 7,1%. Mais de metade desse valor (50,5%) teve origem em equipas e adeptos estrangeiros, cujos gastos contribuem para um evento “inigualável no território nacional em termos de promoção de exportações”, apontam os especialistas do Centro de Investigação, Desenvolvimento e Inovação em Turismo (CiTUR) da Universidade do Algarve.

Também a receita fiscal direta sobre o consumo durante o Rali de Portugal cresceu para valores inéditos desde que o evento é analisado (desde 2007), superando os 21,7 milhões de euros em IVA e ISP, mais 19% do que em 2022. “Isto permitiu ao Estado arrecadar mais de 25% do impacto económico direto da prova”, lê-se no documento divulgado à imprensa.

Já a despesa direta gerada no rali, formada pelos gastos conjuntos de adeptos (residentes e visitantes), equipas e organização, ascendeu a 86,8 milhões de euros, mais 14% do que em 2022. Os dados foram divulgados pela organização, a cargo do Automóvel Club de Portugal (ACP).

Ao longo dos quatro dias de prova, cerca de um milhão de espetadores assistiu ao vivo à corrida, quinta ronda do Campeonato do Mundo. Mais de 267 mil eram oriundos de Espanha e França, mas também houve adeptos vindos da Estónia, Reino Unido, Finlândia, Irlanda, Bélgica ou Eslováquia.

Os visitantes estrangeiros permaneceram, em média, três noites em Portugal, um acréscimo face a 2022 (média de 2,75 noites), um valor que é quase o dobro da estada turística média nas regiões norte e centro do País naquela altura do ano. Mais de 38% dos turistas estrangeiros visitou aquelas regiões pela primeira vez.

Em termos mediáticos, a edição de 2023 da prova lusa atingiu registos inéditos ao nível da exposição e do alcance das suas plataformas digitais.

“Com mais de mil horas de transmissão televisiva em 110 países dos cinco continentes, o ‘broadcast time’ da prova cresceu 14,8% em relação a 2022, contribuindo para os mais de 77,9 milhões de euros de valor monetário nos media”, explica o documento.

Desde 2007, ano de início da análise científica da Universidade do Algarve, o contributo do Rali de Portugal para a economia do país foi de 1.728,6 milhões de euros.

 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline