01/03/2024
 
 
Aumentou o número de jovens delinquentes internados em centros educativos

Aumentou o número de jovens delinquentes internados em centros educativos

Dreamstime Jornal i 06/02/2024 16:13

Atualmente, estão internados em centros educativos 123 jovens. 

Segundo os dados da Direção-Geral de Reinserção e Servições Prisionais, existem, em Portugal, 123 jovens internados em centros educativos, tendo sido registado, no último ano, um aumento de 7%.

A instituição com mais jovens internados é o Centro Educativo dos Olivais, em Coimbra, que conta com 27 jovens. Logo a seguir, com 25 jovens internados, está o Centro de Santo António, no Porto que, à semelhança de maior parte dos centros educativos em Portugal, está perto da lotação máxima.

Nos anos que se seguiram à pandemia da Covid-19, registou-se uma diminuição no número de jovens internados, contudo, de acordo com os mais recentes dados da Direção-Geral de Reinserção e Servições Prisionais, no último ano, houve um aumento de 7%.

Atualmente, estão internados em centros educativos 123 jovens, porém, deveriam ser 128, mas cinco internados acabaram por fugir.

A coordenadora do Instituto do Apoio à Criança, Melanie Tavares, citada pela Sic, explica que: “Esses 128 [jovens] nós temos de acumular com os de 2020. A taxa de saída dos centros não é a mesma que a da entrada. Entram mais do que saem”.

A maioria dos jovens internados são rapazes com nacionalidade portuguesa, estando internados por crimes contra pessoas (58%) e contra o património (34%). A faixa etária com maior expressão nos jovens internados é a dos 16 anos.

O mais recente relatório anual de segurança interna prova que há três anos que criminalidade juvenil não para de crescer, sendo que os centros educativos já possuem praticamente vagas para dar respostas ao jovens delinquentes.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline