18/04/2024
 
 
Aos oito anos, Bodhana Sivanandan é um prodígio do xadrez

Aos oito anos, Bodhana Sivanandan é um prodígio do xadrez

Sara Porto 31/01/2024 20:49

A britânica Bodhana Sivanandan apanhou o mundo do xadrez de surpresa. Foi considerada a melhor jogadora do Campeonato Europeu de Xadrez Blitz 2023, que decorreu no final de dezembro em Zagreb, Croácia,e garante que não fica nervosa nos grandes momentos. Um detalhe importante: Bodhana tem apenas oito anos.

Há talentos que não sabemos de onde surgem. Há crianças que, precocemente, se começam a interessar por atividades complexas e não é preciso muito até que mostrem ao mundo as suas capacidades. Quando dizemos que dentro das crianças existem vários universos, não falamos apenas dos da criatividade e imaginação que lhes são tão característicos. Jogos de estratégias, contas de cabeça, quebra-cabeças… 

Recentemente, uma menina britânica de oito anos foi eleita a melhor jogadora europeia de xadrez. Bodhana Sivanandan surpreendeu o mundo do xadrez no Campeonato Europeu de Xadrez Blitz 2023, que decorreu no final de dezembro em Zagreb, Croácia, derrotando a mestre internacional de Inglaterra Lorin D’Costa (30 anos mais velha), antes de levar o primeiro prémio feminino do evento. Depois de vencer grandes mestres do jogo, com um desempenho que o Campeonato Europeu apelidou de «impressionante», a menina – que estuda na exclusiva escola primária de Harrow, em Londres –, venceu o prémio feminino com uma pontuação de 8,5/13 pontos. Na competição participaram 555 jogadores – incluindo 48 grandes mestres –, Bodhana garantiu um impressionante 73.º lugar no torneio.

Uma menina resiliente

Segundo o The Guardian, o seu caminho para a vitória não começou bem. Bodhana chegou atrasada devido a uma confusão à entrada e, por isso, teve de desistir do seu primeiro jogo, acabando por começar o torneio em desvantagem. De acordo com o seu pai, Velayutham, que a acompanhava, o motorista do táxi decidiu levá-los até à entrada oeste do local, ao invés de os deixar no lado leste. «Chegámos ao corredor, mas a porta estava trancada, então tivemos que dar a volta ao prédio novamente para chegar ao lado certo. Foi uma experiência dolorosa carregar bagagem e correr com uma criança ao frio», revelou. Mas Sivanandan foi resiliente e acabou por recuperar rapidamente, vencendo quatro dos cinco jogos seguintes e continuando a marcar pontos. Escreve o jornal britânico que a sua performance incluiu uma vitória sobre o mestre internacional e treinador da seleção feminina de Inglaterra, Lorin D’Costa, e um empate com o grande mestre romeno Vladislav Nevednichy, de 54 anos, que a tornou a mais jovem jogadora a evitar a derrota contra um campeão de xadrez em contexto competitivo.

‘A melhor jogadora de Inglaterra’

Ao anunciar o resultado, a União Europeia de Xadrez enalteceu a «super talentosa» menina de oito anos, que alcançou um «resultado surpreendente». Já a jogadora de xadrez profissional Irina Bulmaga frisou o seu desempenho «inacreditável», dizendo que Sivanandan ganhou o primeiro «entre as mulheres à minha frente e de um monte de outras jogadoras experientes». E o mestre internacional inglês e comentador de xadrez Lawrence Trent foi mais longe, admitindo não ter dúvida nenhuma que a menina de oito anos se tornará «a melhor jogadora de Inglaterra»: «Bodhana Sivanandan é um dos maiores talentos que testemunhei nos últimos tempos», escreveu nas suas redes sociais. Por sua vez, Dominic Lawson, presidente da Federação Inglesa de Xadrez, elogiou a jovem prodígio, considerando-a «um fenómeno, com um estilo de jogo maduro». Para Lawson, esta conquista «não tem precedentes no Reino Unido, mostrando uma abordagem paciente e de longo prazo ao jogo».

«Tento sempre dar o meu melhor e vencer, às vezes acontece, outras vezes não», disse Bodhana ao programa Today da BBC Radio 4. «Fiquei muito orgulhosa de mim», continuou, acrescentando que não fica nervosa. «Apenas me sento e jogo!».

Segundo o pai, a menina começou a jogar xadrez acidentalmente quando tinha cinco anos. Sivanandan Velayutham lembrou que a filhase mostrou curiosa  acerca do jogo. «Comecei a levá-la à Federação Inglesa de Xadrez e ela conheceu pessoas na Inglaterra que jogam xadrez e apoiam o xadrez. Foram todos muito amigáveis», afirmou.

Segundo o The New Indian Express, há alguns meses, Sivanandan esteve entre um grupo de jovens entusiastas do xadrez convidados pelo primeiro-ministro britânico Rishi Sunak ao 10 Downing Street para marcar o pacote de apoio de 1 milhão de libras para este jogo. Desde então, o investimento está em vigor para encorajar as crianças que frequentam escolas em áreas desfavorecidas de toda a Inglaterra a aprender e jogar xadrez, melhorar a visibilidade e a disponibilidade para o jogo. Além disso, como parte do pacote, o Departamento de Cultura, Media e Desporto (DCMS) do Reino Unido afirma que investirá 500 mil libras na Federação Inglesa de Xadrez (ECF) durante dois anos, a fim de desenvolver a próxima geração de talentos de classe mundial. Os fundos apoiarão treinos especializados, campos de treino e análises computacionais de ponta para eventos internacionais com vista a ajudar os grandes mestres atuais e os jogadores emergentes.

A ambição de Sivanandan é tornar-se uma grande mestre e, eventualmente, competir pelo campeonato mundial feminino, atualmente dominado por jogadoras chinesas.

 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline