20/04/2024
 
 
Estudo. 36% dos portugueses mudaram de casa nos últimos cinco anos

Estudo. 36% dos portugueses mudaram de casa nos últimos cinco anos

Jornal i 16/01/2024 15:20

Os motivos mais apontados para esta mudança são os económicos ou alterações do agregado.

Nos últimos cinco anos, 36% dos portugueses mudou de casa, sendo que 7% realizaram essa mudança no último ano, conforme revela o estudo realizado pelo Observador Cetelem – marca comercial do grupo BNP Paribas Personal Finance.

Entre os motivos apontados para a mudança estão: alteração do agregado familiar (33%); motivos económicos (32%) ou motivos profissionais (17%). A maior parte (31%) dos que apontaram motivos económicos para a mudança de casa estão entre a faixa etária dos 35 aos 44 anos. Por outro lado, é na faixa etária mais jovem (entre os 18 aos 24 anos), que há uma maior percentagem em relação a outros motivos: alteração do agregado familiar (43%) e razões profissionais (30%).

No entanto, os responsáveis pelo estudo dizem que estes dados “não são de estranhar” tendo em conta o que nos dizem os números do Instituto Nacional de Estatística (INE): nos últimos cinco anos os preços das casas subiram mais de 50%, principalmente nas grandes áreas metropolitanas. Além disso, os últimos dados, que dizem respeito ao terceiro trimestre do ano passado, o Índice de Preços da Habitação (IPHab) contou com um aumento de 7,6%. E é preciso ainda ter em conta o aumento das rendas e das taxas de juros de empréstimos à habitação que “levaram muitos a ter de ajustar os seus orçamentos familiares e a procurar outras soluções de habitação”.

Ainda assim, os dados revelam que a maioria dos inquiridos afirma ser proprietário de casa própria (69%), enquanto 28% vivem em casa alugada. “Estes dados vão ao encontro dos divulgados pelos Censos 2021, que detalha ainda que cerca de 62% das habitações ocupadas pelos próprios proprietários não têm encargos com a aquisição de habitação”, diz o Observador Cetelem, que acrescenta que existe uma pequena percentagem (4%) que escolheu a opção “outra”, sendo que viver em casa de familiares se inclui nesta opção.

O Porto é a localização onde há um maior número de inquiridos com casa própria (72%), seguindo-se a região Sul (71%) e a região Norte (68%). Em contraponto, é na região Centro (32%) e Lisboa (31%) que há mais inquiridos a viver em casa arrendada.

Numa perspetiva para 2024, 17% planeiam mudar de casa, 10% para uma casa comprada, enquanto 7% preveem mudar-se para uma casa arrendada.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline