17/04/2024
 
 
Andebol. Portugal com ambições olímpicas

Andebol. Portugal com ambições olímpicas

Federação de Andebol de Portugal João Sena 11/01/2024 10:35

O Campeonato da Europa de andebol começou na quarta-feira na Alemanha, com 50 mil espetadores nas bancadas! Portugal estreia-se esta quinta-feira frente à Grécia com o pensamento nos Jogos Olímpicos Paris 2024. É de acreditar!

Os 18 ‘Heróis do Mar’ já estão em solo alemão para disputar mais um Europeu de andebol. Portugal joga por fora a pensar em fazer melhor do que sexto lugar obtido em 2020, se o conseguir garante a presença nas olimpíadas de Paris no próximo verão. O FC Porto é o clube mais representado com seis jogadores, seguido pelo Sporting com quatro – nesta seleção há ainda sete internacionais que atuam em Espanha, França, Dinamarca e Hungria. O calendário de Portugal vai do mais fácil ao mais difícil, isto é, começa frente à Grécia, dia 11, uma equipa teoricamente acessível, segue-se a Chéquia, dia 13, uma seleção renovada que pode colocar dificuldades, e termina com a Dinamarca, dia 15, seguramente o jogo mais difícil, e que pode decidir o apuramento para a ronda principal. Os jogos de Portugal são transmitidos pelas RTP2.

A seleção nacional começou a preparar o torneio com um estágio em Rio Maior, e realizou dois jogos frente a Alemanha, que foi campeã europeia em 2016, e é uma das principais favoritas a vencer a prova este ano. O facto de Portugal ter sido convidado para participar nos jogos de preparação da seleção alemã revela que o andebol nacional é reconhecido a nível internacional. Portugal fez dois bons jogos, mas os ‘Heróis do Mar’ podem dar muito mais quando começar a competição a sério. Kiko Costa com nove golos foi o melhor marcador.

No primeiro jogo, Portugal desafiou os poderosos alemães e perdeu pela diferença mínima (33-34). A seleção mostrou grande organização defensiva perante a força e rapidez adversária, e foi brilhante durante vários momentos. O resultado teve pouca importância, exceto para o selecionador alemão que ficou furioso por não ter esmagado como pensava, mas ficou a exibição de grande nível que dá confiança e motivação para o Campeonato da Europa. No segundo jogo a Alemanha voltou a vencer (35-31) num pavilhão com mais de 9.000 espetadores, mas foi obrigada a colocar em campo os seus melhores jogadores para vencer Portugal a quem faltou correr mais para trás, ou seja, defender melhor, para conseguir um resultado positivo.

Foram jogos de alta rotação e um teste exigente que serviu para consolidar as ideias que têm vindo a ser trabalhadas, ao mesmo tempo que permitiu experimentar novas combinações de ataque, rodar praticamente todos os jogadores e lançar novos elementos. “Temos que pensar que a competição vai ser longa e, por isso, vai haver tempo para todos jogarem”, disse o selecionador Paulo Pereira, que adiantou: “Fiquei muito satisfeito com a participação da seleção nos dois jogos, que serviram para percebermos melhor quais são as debilidades que temos de corrigir”. Sobre o primeiro adversário, disse que “a Grécia vem com muita vontade de surpreender. Para eles é uma emoção muito grande estar aqui, se pensarmos que é fácil podemos ser surpreendidos”. O central Miguel Martins considerou que “foram dois jogos espetaculares para conseguirmos preparar o que aí vem e acredito que no  Europeu vamos estar bem melhor”.

Há mais dois portugueses presentes no torneio. Os irmãos Roberto e Daniel Martins estão entre as 18 duplas que vão arbitrar no Euro 2024, é uma estreia e o ponto alto de uma carreira de 23 anos.

 

Favoritos

O Campeonato da Europa de andebol disputa-se há 30 anos, com a particularidade de a primeira edição, em 1994, ter sido realizada em Portugal (Porto e Almada). A Suécia derrotou (34-21) a Rússia na final, e Portugal não passou da primeira fase com cinco derrotas. A equipa nórdica é a grande dominadora com cinco títulos, seguido pela França, com três trunfos, e Espanha com duas vitórias. As 24 seleções foram divididas em seis grupos de quatro, com as duas primeiras de cada grupo a passarem à ronda principal, onde vai haver dois grupos de seis seleções, sendo que as três primeiras passam à fase a eliminar, com a final marcada para 28 de janeiro. Além de consagrar o campeão europeu apura também as cinco primeiras seleções para os Jogos Olímpicos de Paris 2024.

O Europeu de andebol começa amanhã com os jogos Alemanha-Suíça e França-Macedónia do Norte que, segundo a organização, têm lotação esgotada, isto é, vão estar nas bancadas da Dusseldorf Merkur Spiel-Arena (campo de andebol montado no estádio onde joga o Fortuna Dusseldorf) 50 mil pessoas, o que significa um novo recorde de assistência num jogo de andebol. Vão estar em prova 24 seleções.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline