20/04/2024
 
 
AD apresenta-se este domingo no Porto

AD apresenta-se este domingo no Porto

Bruno Gonçalves Raquel Abecasis 05/01/2024 08:44

Montenegro e Melo não querem deixar o fim de semana só para Pedro Nuno. Sábado à tarde estão juntos em Braga e no domingo apresentam-se aos portugueses no Porto.

Para já, corre tudo com a precisão de um relógio suíço. Depois da inclusão tardia do PPM na nova Aliança Democrática, PSD e CDS reservaram para a véspera do início do Congresso do PS a aprovação nos respetivos Concelhos Nacionais do acordo de coligação. No mesmo dia e à mesma hora, os conselheiros nacionais vão também aprovar a imagem gráfica que vai ser usada em campanha.

Mas o fim de semana vai todo ele ser marcado por iniciativas de Montenegro e Nuno Melo, já na qualidade de líderes da AD.

Para domingo está marcado um grande evento onde os dois estarão presentes e que servirá para a apresentação pública da aliança. O evento, que vai decorrer já depois do discurso de encerramento de Pedro Nuno Santos, vai ter lugar na Alfandega do Porto.

Responsáveis ouvidos pelo Nascer do SOL esperam que este seja um evento capaz de demonstrar ao país uma grande mobilização. Além da assinatura do acordo ‘coligatório’, o evento terá também discursos de Luís Montenegro e de Nuno Melo e os organizadores esperam uma assistência numerosa, que deverá contar também com nomes de peso, não só das fileiras dos dois partidos, mas também independentes.

Antes de domingo e também a pensar na necessidade de fazer marcação cerrada ao Congresso dos socialistas, os líderes do PSD e do CDS deverão fazer uma outra aparição pública. Será em Braga onde Luís Montenegro passou os últimos dias no âmbito da iniciativa Sentir Portugal. Nuno Melo deverá juntar-se ao líder do PSD para uma iniciativa conjunta.

Passadas as festas natalícias, e esperando que não haja mais percalços, como o que atingiu Montenegro na véspera de ano novo (dando conta da abertura de investigações no Ministério Público por causa da sua casa em Espinho), os responsáveis pela Aliança Democrática pretendem cumprir um cronograma que vá mostrando em crescendo que a direita tem uma alternativa de governo.

Pouco preocupados com os resultados das sondagens mais recentes, os responsáveis pela estratégia esperam que os próximos tempos vão mostrando uma alteração de tendência, à medida que for ficando mais claro o projeto com que se apresentam a eleições e que, garantem, vai contar também com a presença de independentes de peso.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline