23/04/2024
 
 
Comissão Executiva do 5.º Congresso dos Jornalistas decide manter preço de inscrição

Comissão Executiva do 5.º Congresso dos Jornalistas decide manter preço de inscrição

Dreamstime Jornal i 04/01/2024 18:40

O objetivo é que o máximo de jornalistas com carteira profissional participem no evento.

Depois de ter anunciado que o preço de inscrição para os jornalistas com carteira profissional seria de 40 euros e não de 20, como anunciado inicialmente, "a Comissão Executiva do 5.º Congresso dos Jornalistas decidiu, na quarta-feira, manter o preço de inscrição dos jornalistas com carteira profissional que queiram participar no Congresso nos 20€".

"Todos os jornalistas que se inscreveram entre 30 de dezembro e 4 de janeiro, pagando 40€, serão ressarcidos nos próximos dias pela Ticketline", lê-se na nota publicada no site oficial do evento, sendo que "a Comissão Executiva não é alheia às notícias preocupantes que têm sido veiculadas nos últimos dias sobre a possível destruição de um grupo de comunicação social que detém títulos históricos do jornalismo português".

"O cenário de despedimentos em massa, os relatos que nos têm chegado de jornalistas em dificuldades financeiras e o não pagamento de subsídios de natal foram as razões principais para mantermos o preço de inscrição no Congresso", é acrescentado, lendo-se também: "O 5.º Congresso dos Jornalistas celebra os 50 anos do 25 de Abril. Infelizmente, esta data coincide com o período mais crítico do jornalismo em Portugal. O cenário é grave e o que está em causa é a sobrevivência do próprio jornalismo".

"Este é o momento para discutirmos as questões fundamentais da profissão. O Congresso está a fazer o possível para facilitar a participação de todos e todas as jornalistas", é concluído, sendo que importa referir que a Global Media, grupo que detém títulos como a TSF, Jornal de Notícias (JN), Diário de Notícias (DN), entre outros, pagou, esta quinta-feira, o subsídio de refeição, relativo a dezembro, aos funcionários da empresa. Devido à situação financeira “extremamente grave”, a Global Media já tinha informado, no dia 28 de dezembro, que não tinha condições para pagar os salários referentes ao mês de dezembro.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline