01/03/2024
 
 
"A autoridade e a credibilidade do Conselho de Segurança foram seriamente comprometidas", diz Guterres.

"A autoridade e a credibilidade do Conselho de Segurança foram seriamente comprometidas", diz Guterres.

Jornal i 10/12/2023 12:53

“Reiterei o meu apelo para ser declarado um cessar-fogo humanitário (…) infelizmente, o Conselho de Segurança não o fez. Posso prometer que não vou desistir. Corremos sério risco de colapso do sistema humanitário”, disse ainda Guterres.

António Guterres lamenta a paralisia das Nações Unidas faze ao conflito entre Israel e o Hamas. Em causa está o facto de o Conselho de Segurança, na sexta-feira, não ter votado a favor de um cessar-fogo em Gaza. 

O secretário-geral da ONU, numa intervenção no Fórum de Doha, no Qatar, afirmou que o Conselho de Segurança está “paralisado pelas divisões geoestratégicas”. 

“A autoridade e a credibilidade do Conselho de Segurança foram seriamente comprometidas”, continuou, afirmando que, devido à resposta lenta da ONU face ao conflito, um dano à sua reputação foi agravado pelo veto dos Estados Unidos, à resolução que apelava para um cessar-fogo em Gaza. 

“Reiterei o meu apelo para ser declarado um cessar-fogo humanitário (…) infelizmente, o Conselho de Segurança não o fez. Posso prometer que não vou desistir. Corremos sério risco de colapso do sistema humanitário”, disse ainda Guterres, no mesmo discurso.  

“A situação está a evoluir rapidamente para uma catástrofe com implicações potencialmente irreversíveis para os palestinianos como um todo e para a paz e segurança na região”, avaliou o secretário-geral da ONU. 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline