29/02/2024
 
 
UE está "preocupada" com a situação na Guiné-Bissau

UE está "preocupada" com a situação na Guiné-Bissau

Dreamstime Jornal i 05/12/2023 19:40

O conjunto europeu defende uma "resolução pacífica e tranquila" do diferendo político-social, que é essencial para "assegurar a consolidação da democracia" e do Estado de direito na Guiné-Bissau.

 

A União Europeia (UE), encontra-se “preocupada” com a deterioração da situação político-social na Guiné-Bissau, e apelou ao respeito pela Constituição do país e pediu uma resolução pacífica de modo a “consolidar a democracia” guineense.

O porta-voz da Comissão Europeia (CE) avançou, á Lusa, que “a UE está preocupada com os últimos acontecimentos na Guiné-Bissau. Pedimos a todos os intervenientes políticos para resolverem a situação política e administrativa do país de acordo com a Constituição e as leis relevantes do país”.

O conjunto europeu defende uma “resolução pacífica e tranquila” do diferendo político-social, que é essencial para “assegurar a consolidação da democracia e do Estado de direito na Guiné-Bissau.

O Presidente guineense, Umaro Sissoco Embaló, decidiu, na segunda-feira, dissolver o parlamento, na sequência dos confrontos entre a Guarda Nacional e efetivos do batalhão do Palácio Presidencial, que considerou tratar-se de um golpe de Estado.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline