01/03/2024
 
 
Manifestações em três cidades israelitas contra primeiro-ministro

Manifestações em três cidades israelitas contra primeiro-ministro

Jornal i 02/12/2023 21:41

Os familiares dos reféns na Faixa de Gaza também se mobilizaram, apelando a um encontro com Netanyahu.

Centenas de manifestantes israelitas saíram este sábado à rua em Telavive, Haifa e Cesareia para protestar contra o primeiro-ministro de Israel e pedir a sua demissão.

Além de manifestações em Telavive, a capital isarelita, também houve protestos em Haifa e Cesareia. Nesta  cidade pelo menos seis pessoas foram detidas num protesto não autorizado em frente à residência que Benjamin Netanyahu tem nesta cidade costeira mediterrânica.

Em Haifa, os manifestantes entoaram palavras de ordem a exigir a demissão do chefe de governo israelita. Os familiares dos reféns na Faixa de Gaza também se mobilizaram, apelando a um encontro com Netanyahu. Entre eles estavam alguns dos reféns libertados nos últimos dias da trégua.

“O fim do cessar-fogo e o recomeço dos combates tornam imperativo que as famílias dos reféns sejam informadas”, declarou a organização das famílias dos reféns em comunicado. “Os reféns regressados exigiram encontrar-se esta tarde com o primeiro-ministro e os membros do gabinete de guerra, juntamente com todas as famílias dos que ainda se encontram detidos”, acrescentou o grupo. “Todos os dias podem ser o último dia. Não os podemos deixar ali”, sublinham.

Dos cerca de 240 reféns raptados em 7 de outubro pelo grupo terrorista Hamas, 136 continuam detidos na Faixa de Gaza. Destes, 114 são homens, 20 mulheres e dois menores. Dez dos reféns têm 75 anos ou mais. Por nacionalidade, há 125 israelitas e onze estrangeiros, oito dos quais tailandeses.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline