23/02/2024
 
 
Efacec. CDS exige esclarecimentos do Governo sobre venda

Efacec. CDS exige esclarecimentos do Governo sobre venda

Bruno Gonçalves Jornal i 03/11/2023 16:15

Nuno Melo considera que o negócio “constitui mais um golpe dado aos contribuintes portugueses numa altura de grandes dificuldades financeiras”.

O CDS-PP pede ao Governo que esclareça os portugueses sobre quanto irão pagar pela nacionalização da Efacec.

“A TAP custou mais de 3,2 mil milhões. O que se sabe até agora é que o Governo português transferiu 400 milhões de euros para a Efacec antes de a vender por apenas 15 milhões a um fundo alemão, num processo que é totalmente opaco e não transparente”, sublinha o presidente do CDS.

O partido, liderado por Nuno Melo, exige “um esclarecimento completo e transparente de todo este processo de venda e que o Governo dê toda a informação aos portugueses sobre as operações de nacionalização e de privatização da Efacec”, lê-se num comunicado a que o Nascer do SOL teve acesso.

Para Nuno Melo, a necessidade de maior transparência nos gastos do Estado “é absolutamente crucial, numa altura em que a carga fiscal atinge os 38% do PIB, o valor mais elevado da história da democracia portuguesa”.

“A venda da Efacec, anunciada esta semana pelo ministro da Economia, constitui mais um golpe dado aos contribuintes portugueses numa altura de grandes dificuldades financeiras. O governo revela aqui as suas verdadeiras prioridades, ao colocar numa empresa falida os recursos tão necessários para ajudar as famílias num país cada vez mais empobrecido”, acrescente o líder centrista.

No mesmo comunicado, Nuno Melo recorda que a Efacec apresentou em 2021 e em 2022 um resultado líquido consolidado negativo de 234 milhões de euros e que acabou o ano de 2022 em falência técnica, com um capital negativo de 52 milhões de euros.

“O CDS-PP é contra a gestão ruinosa dos recursos públicos que o Partido Socialista leva a cabo há 8 anos como governo. O Governo tem que apresentar todas as explicações. A maioria absoluta não pode ser sinónimo de poder absoluto”, conclui.

O CDS-PP acompanha o Senhor Presidente da República na exigência de cabais e completas respostas sobre mais este escândalo a afetar a governação socialista.

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline