18/04/2024
 
 
Governo garante que Web Summit tem "condições para decorrer com normalidade"

Governo garante que Web Summit tem "condições para decorrer com normalidade"

Dreamstime Jornal i 24/10/2023 21:07

O Executivo "mantém-se empenhado na realização do evento, nesta e nas próximas edições, e tudo fará para que a iniciativa decorra como o previsto".

Num comunicado, divulgado esta terça-feira, o Ministro da Economia e do Mar, António Costa Silva garantiu que o Governo se mantém “empenhado” na realização da Web Summit, avançando que os contactos efetuados com diferentes parceiros do evento mostram haver condições para que este decorra com normalidade.

Lê-se no comunicado, do Ministério da Economia e do Mar, que o “Governo mantém-se assim empenhado na realização do evento, nesta e nas próximas edições, e tudo fará para que a iniciativa decorra como o previsto".

António Costa Silva, de acordo com o gabinete do ministro, realizou um "conjunto de diligências", junto dos stakeholders do evento, que permitiram assegurar a existências das "condições necessárias para a edição de 2023".

O executivo avança ainda que “as informações recolhidas até ao momento, através desses contactos, dão garantias ao Governo de que o Web Summit, que se reveste de enorme importância para o país, tem condições para decorrer com normalidade", acrescentado que “além do forte impacto na economia local, o evento tem hoje um papel fundamental no contexto da inovação e do desenvolvimento tecnológico do país e na respetiva transformação digital".

"Esta edição, como todas as outras, terá como principal foco o universo das startups, a quem o evento traz oportunidades únicas de desenvolvimento e aprendizagem", refere a nota.

A Web Summit vai decorrer em Lisboa de 13 a 16 de novembro, sendo esperadas 2600 startups e cerca de 70 mil participantes.

Além de garantir a manutenção do empenho do Governo no evento nesta edição e nas próximas, o comunicado garante que o executivo "tudo fará para que a iniciativa decorra como o previsto, em particular na mobilização das startups".

O comunicado surge após várias empresas terem anunciado cancelar a participação na cimeira tecnológica, que decorre em Lisboa, após afirmações do líder da Web Summit, Paddy Cosgrave, sobre o conflito na Faixa de Gaza, que entretanto se demitiu do cargo.

 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline