12/04/2024
 
 
Ativistas do movimento Climáximo partem fachada de vidro da REN

Ativistas do movimento Climáximo partem fachada de vidro da REN

Jornal i 07/10/2023 11:26

Ativistas colocaram-se em frente à sede da empresa, acompanhados com cartazes, que diziam: "Eles declararam guerra contra a vida" ou "Desarmar as armas". 

Os ativistas pelo clima do movimento Climáximo partiram, este sábado de manhã, a fachada de vidro da sede da REN, em Lisboa.  

“Não está tudo bem”, começa por dizer o comunicado que o grupo enviou esta sábado às redações. “A própria OMS diz que a crise climática está a matar centenas de milhares de pessoas todos os anos, e os culpados não têm qualquer plano viável para parar.” 

Os ativistas colocaram-se em frente à sede da empresa, acompanhados com cartazes, que diziam: "Eles declararam guerra contra a vida" ou "Desarmar as armas". 

"Não podemos continuar a consentir que estas empresas assassinas existam em público como se nada fosse", diz ainda a nota, com o grupo a explicar que o objetivo do protesto é travar os projetos que aumentem emissões de gases com efeito de estufa, “como a expansão do terminal de gás fóssil liquefeito da REN em Sines". 

Este é o quinto dia consecutivo de contestação do grupo Climáximo.  

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline