20/04/2024
 
 
O fenómeno que aterroriza os defesas

O fenómeno que aterroriza os defesas

João Sena 05/07/2023 20:59

Aos 22 anos, Earling Haaland é a nova coqueluche do futebol mundial. Andou com o Manchester City às costas e terminou a temporada agarrado à “orelhuda”. 

Por João Sena

Foi um ano perfeito para o avançado norueguês que, ao trocar o Borussia Dortmund pelo Manchester City - que fez a sua melhor época de sempre - mudou por completo a sua vida. Sagrou-se campeão da Premier League, ganhou a célebre Taça de Inglaterra e, para fim de festa, foi campeão europeu pela primeira vez. O avançado do Manchester City fechou a temporada com 56 golos em 57 jogos realizados (clube e seleção), um número fantástico digno de ombrear com o Lionel Messi dos grandes momentos. De entre os grandes feitos desta época estão os cinco golos marcados ao RB Leipzig em 57 minutos, no jogo dos oitavos de final da Liga dos Campeões. O “gigante” Haaland (1,96 m de altura) ganhou uma importante vantagem sobre a “pulga” Messi na corrida à Bola de Ouro de 2023. Serão os vários títulos e os fantásticos golos do norueguês mais importantes do que o título mundial do argentino? A 30 de outubro saberemos a resposta.

Haaland cresceu numa família de desportistas. O seu pai, Alf-Inge Haaland, jogou na Premier League no Leeds e, mais tarde, no Manchester City, na posição de médio. A sua mãe, Gry Marita Braut, foi campeã de heptatlo na Noruega e o seu avô foi um famoso corredor de maratonas. Ainda muito jovem mostrou boas aptidões no andebol, golfe e atletismo. Quando tinha 14 anos um agente quis levá-lo para o andebol, mas o seu sonho era ser jogador de futebol e o melhor do mundo - agora, está cada vez mais perto de o conseguir. Cresceu a ver jogar Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, mas o seu ídolo é Zlatan Ibrahimovic.

O avançado norueguês começou a jogar futebol profissional em 2017 no clube da sua cidade, o Bryne; transferiu-se para o Molde em 2019, de onde saiu para o RB Salzburg no ano seguinte. Em 2020, ganhou o prémio Golden Boy, atribuído ao melhor jogador com menos 21 anos a atuar na Europa. Aumentou a sua notoriedade no Borussia Dortmund e chegou ao topo como jogador do Manchester City. Com um instinto matador, Haaland marcou, até ao momento, 234 golos em 282 jogos de clubes e seleção. Como internacional norueguês, foi Bota de Ouro do mundial de Sub 20 em 2019 e marcou 9 golos na vitória (12-0) sobre as Honduras. Ainda nesse ano estreou-se pela seleção principal. 

Igualou Ronaldo

No seu primeiro ano na Premier League, Haaland ganhou três competições na mesma época, foi o melhor marcador em Inglaterra (36 golos) e na Liga dos Campeões (12 golos) e considerado o jogador do ano na Premier League: só Cristiano Ronaldo tinha conseguido tal feito. «É inacreditável. É um sonho. Estou muito feliz. Nunca tinha pensado em conquistar os três troféus. Mas vim para cá para fazer justamente isso. E consegui. Agora posso relaxar, respirar e descansar», disse Haaland, pouco depois de ter conquistado o primeiro título europeu de uma meteórica carreira. Todos os jogadores sonham ouvir o hino da Liga dos Campeões, que provoca arrepios até aos mais experientes, mas Haaland tem a particularidade de acordar com os acordes que identificam a melhor competição do mundo de clubes. «É o som do meu despertador. Acordo com essa música todos os dias. Nunca vou me cansar. É a melhor forma de começar bem o dia», gracejou o jogador. 

O norueguês ouviu o hino pela primeira vez aos 19 anos, quando jogava no RB Salzburg. Foi um começo em grande, pois fez um hat-trick frente ao Genk, aos dois minutos já o exuberante avançado estava a festejar. Começou aí uma relação íntima com os golos da principal competição de clubes. No jogo seguinte, marcou mais um golo ao Liverpool e na terceira jornada marcou dois ao Nápoles. Na primeira época na liga milionária marcou 8 golos em seis jogos da fase de grupos. O RB Salzburg foi terceiro do grupo e saiu da Liga dos Campeões, mas Haaland continuou em prova, uma vez que, no mercado de inverno, o Borussia Dortmund antecipou-se à concorrência e contratou-o por 75 milhões de euros. Uma pechincha se nos lembrarmos que, em 2019, o Atlético de Madrid contratou João Félix por 126 milhões de euros.

Máquina de golos

Haaland é um jogador muito forte fisicamente, ágil e com uma vontade permanente de treinar e jogar. Apesar da sua constituição física, é extremamente rápido: em 2020, num jogo contra o PSG, fez um sprint de 36 km/h! Tem também um espírito de equipa fora do comum, já foi filmado a ajudar um elemento do staff a arrumar as bolas no final de um treino enquanto o restante grupo abandonava o terreno de jogo. Na época de 2020/21 foi considerado o goleador mais jovem na Liga dos Campeões ao marcar 10 golos. A época seguinte foi de grande frustração devido a problemas físicos - realizou apenas três jogos e deixou a sua marca com um hat-trick frente ao Besiktas. Em 2022/23 mudou-se para o Manchester City e ajudou a “derreter” os adversários dos citizens com 12 golos. O percurso do avançado na Liga dos Campeões merece todo o respeito: é o melhor marcador mais jovem de sempre com 36 golos em 30 jogos, é o 19.º melhor marcador da competição, o primeiro a marcar três golos no jogo de estreia e o único a marcar mais de um golo em quatro jogos seguidos. Mas Haaland não é golos, ele faz assistências, cria situações de golo e tem uma elevada percentagem de passes certo em cada jogo. 

Na Premier League teve um desempenho fabuloso ao marcar 36 golos em 38 jogos, batendo o recorde de Andy Cole (1993/94) e de Alan Shearer (1994/95) com 34 golos em 42 jornadas. Com esse registo foi, naturalmente, eleito o melhor marcador dos campeonatos nacionais na Europa na temporada que agora terminou, à frente de Harry Kane, do Tottenham (30 golos), e Kylian Mbappé, do PSG (29 golos).

Grande figura

O avançado norueguês é um personagem excêntrico fora dos relvados e faz-se notar pelos seus extravagantes gostos. No jantar de comemoração do título inglês, Haaland apareceu com um pijama de seda com as iniciais do seu nome, um capricho avaliado em 2800 euros, e para combinar com o pijama levou uns ténis da Nike avaliados em 9 mil euros. Vive num luxuoso apartamento no centro de Manchester e desloca-se num Rolls-Royce Cullinan, que custa mais de 350 mil euros. Além das excentricidades, tem também uma estranha obsessão pelas bolas, gosta de segurá-las, acariciá-las e dormir com elas.

A sua vida mudou bastante no último ano. «Tenho 1,96 m de altura e longos cabelos loiros, onde quer que vá, as pessoas conhecem-me. Gostaria de ir a qualquer lado sem que as pessoas me estivessem a filmar, mas isso não é possível», reconheceu a estrela do City, que sublinhou: «não posso reclamar, tento aproveitar cada momento ao máximo». Como atleta de alta competição, tem uma alimentação regrada, com muitos nutrientes. O seu pai referiu que segue a mesma alimentação de Ronaldo: à base de peixe, frango e massa, tudo sem sal ou molho. 

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline